fbpx

Como Ganhar Dinheiro com Marketing Digital – As 15 Melhores Maneiras em 2021

A Internet pode ser um ótimo lugar para melhorar seus negócios ou obter uma renda extra, seja além de trabalhar e estudar ou se você deseja criar seu próprio local de trabalho em casa. Aqui vamos abordar As 15 Melhores Maneiras de como Ganhar Dinheiro com Marketing Digital em 2021.

Todos nós pensamos que ” deve haver uma boa maneira de ganhar dinheiro online”... e felizmente existem muitas maneiras de ganhar dinheiro online a partir de casa. O único problema é que muitos artigos sobre o assunto nos levam na direção completamente errada. É por isso que nós da Empresa de Marketing Digital Neon Brazil criamos esta lista de 15 maneiras de ganhar dinheiro online que realmente funcionam. 

Vários dos métodos nesta visão geral serão capazes de lhe dar uma boa renda (ativa ou passiva) por um longo tempo, se você se empenhar para ter sucesso. Nada vem de graça nesta vida, mas se você estiver pronto para se esforçar, há muitas oportunidades de ganhar um bom dinheiro online.

As opções abaixo funcionam como um método de como ganhar dinheiro com marketing digital. Escolha a sua, pois todas funcionam

  1. Marketing de Afiliados
  2. Marketing de Rede
  3. Crie seu Próprio Curso de Marketing Digital
  4. Crie seu Próprio Produto Digital (infoproduto)
  5. Marketing de Conteúdo
  6. Marketing no Youtube
  7. Blogar
  8. Fornecer Serviços de SEO
  9. Criação de sites
  10. Marketing de Mídia Social
  11. Publicidade no Facebook e Instagram
  12. Google Adense e Google Ads
  13. Geração de Leads
  14. E-mail Marketing
  15. Coaching

1.Marketing de Afiliados

O marketing de afiliados é uma das melhores maneiras de ganhar dinheiro online para blogueiros e influenciadores e um método de marketing eficaz para empresas.

O marketing de afiliados  é uma das melhores formas e das mais lucrativas de obter uma renda passiva alta e estável. Com o marketing de afiliados, não há limite máximo de quanto dinheiro você pode ganhar, mas o caminho certamente não é fácil. A questão é o quão comprometido você está para alcançar a liberdade financeira e uma alta renda passiva. Você também pode trabalhar com marketing de afiliados no nível de hobby e ganhar uma renda extra razoável.

Neste artigo você pode encontrar a resposta para o que é marketing de afiliados, aprender mais sobre os diferentes conceitos e, não menos importante, aprender como ganhar dinheiro com o conhecido mercado de afiliados.

O que é marketing de afiliados e como funciona?

O marketing de afiliados existe há muitos anos e é, como mencionado, uma forma de indivíduos e empresas ganharem dinheiro online e também para empresas que desejam obter mais clientes, vendas e líderes. É assim um método de marketing e ganhos, dependendo da perspectiva de que se vê.

O marketing de afiliados é frequentemente confundido com esquemas de pirâmide, o que é uma pena, pois certamente não é verdade e acho que a razão para isso é que muitos daqueles que começam com marketing de afiliados como editores para ganhar dinheiro, spam e internet lotada , redes sociais e fóruns com links afiliados que podem ser extremamente irritantes para os outros.

O marketing de afiliados como fonte de receita é utilizado por grandes e pequenas empresas e pessoas físicas. Muitos influenciadores na mídia social como o Instagram usam esse método. O marketing de afiliados em artigos patrocinados também costuma ser usado para ganhar um pouco mais.

No marketing de afiliados, existem 3 partes (às vezes 4, se você usar uma rede de afiliados) e são:

  • O Produtor/Anunciante
  • O Afiliado/Editor
  • O Consumidor/Comprador
  • A Rede

Como mencionado, há apenas a necessidade de três partes no marketing de afiliados, mas como muitas empresas não se preocupam em preparar seu próprio programa de afiliados, elas usam uma rede de afiliados para fornecer a tecnologia e, não menos importante, obter ajuda para começar e obter de sua Rede o maior número possível de Afiliados.

Como começar com o marketing de afiliados?

A maneira mais rápida, melhor e mais fácil de começar a trabalhar com marketing de afiliados é registrando-se como afiliado em uma ou mais redes de afiliados. Isso é totalmente gratuito e você também obtém boa ajuda de sua rede de afiliados para começar e responder às suas perguntas.

O que é uma rede de afiliados?

Uma rede de afiliados é uma empresa que atua como intermediária entre anunciantes e editores. Eles ajudam os anunciantes a estabelecer um programa de afiliados atraente e mutuamente lucrativo , no qual os editores que estão inscritos nesta rede podem assistir e se inscrever e, assim, anunciar.

A rede então obtém uma porcentagem dos ganhos do anunciante para oferecer o programa de afiliados e seu suporte e serviço.

Torne-se um editor afiliado ou anunciante

Conforme mencionado anteriormente, a maneira mais fácil de se tornar um editor ou anunciante afiliado é ingressando em uma rede de afiliados.

Se você deseja se tornar um editor afiliado ou anunciante, o registro é 100% gratuito e não vinculativo. Ou seja, você pode aproveitar todos os benefícios e conferir o que é e como funciona uma rede de afiliados.

Algumas das maiores redes de afiliados hoje:

Perguntas Frequentes

O que é uma rede de afiliados?
Uma rede de afiliados é uma empresa que conecta empresas com influenciadores / blogueiros e outras pessoas que podem oferecer marketing em um ou outro tipo de plataforma. As redes afiliadas então ganham uma porcentagem ou um valor fixo pelo que é ganho pelo editor e pago pelo anunciante.

Como um editor afiliado, é aqui que você pode encontrar programas de afiliados nos quais pode se inscrever e, assim, começar a ganhar dinheiro com marketing de afiliados.

Quanto dinheiro você pode ganhar em marketing afiliado?
Não há limite superior ou inferior de quanto você pode ganhar no marketing de afiliados e é exatamente isso que torna o marketing de afiliados o método de ganho popular que é.

Como ganhar dinheiro com marketing afiliado?
Para ganhar dinheiro com marketing de afiliados , você deve primeiro ter uma plataforma para compartilhar seu link de afiliado exclusivo, bem como um público ou seguidor que clica e compra / realiza uma ação no site do anunciante.

Muitas pessoas usam mídias sociais como o Instagram com mais de 10 mil seguidores e usam a função ” push-up ” para navegar seus seguidores do Instagram ao anunciante e, assim, ganhar dinheiro desta forma.

Outra forma é construir um site ou blog em você pode colocar seus links de afiliados em seus artigos ou em suas páginas com informações sobre o anunciante ou similares.

2.Marketing de Rede (Marketing Multinível – MMN)

Eu sei que há muita publicidade negativa sobre como trabalhar com Marketing de Rede / MMN e que muitas vezes você sente que aqueles que trabalham com isso se afastam completamente de seu marketing. É fácil no entantto mudar esse conceito errôneo quando você entende que você é o responsável pela comercialização dos produtos e que ganha dinheiro com vendas. Ou seja, é um  comércio legal, e que não é o mesmo que pirâmide. Uma das grandes vantagens é que você não precisa ter um estoque grande em casa e, se conseguir que outras pessoas trabalhem, você pode ganhar muito dinheiro com elas também, a longo prazo.

Mas você faz isso?

O modo como o fazem depende muito de cada pessoa e de cada empresa. Algumas empresas só têm produtos que são como vender areia no Saara. Eles se concentram no plano de bônus e não se importam se os clientes ficarão satisfeitos com o que receberem, mas se eles próprios ganharão o máximo de dinheiro possível. Achar que o MMN é assim,  é uma das coisas que faz muitas pessoas pensarem que o MMN não é para elas. Principalmente no Brasil. Nós, brasileiros, nos preocupamos muito com o que os outros podem pensar e não queremos uma má reputação. Portanto, não nos atrevemos a vender para todos, senão 100% satisfeitos com o produto que vendemos.

Se você tivesse recomendado algo e não ganhasse por isso, as pessoas ficariam felizes com a recomendação. Uma vez que você ganha dinheiro transmitindo algo, as pessoas ficam desconfiadas.

Mas então, como fazer para ganhar dinheiro com Marketing de Rede sem todos esses problemas? Escolher empresas boas e seguras.

Empresas que têm uma taxa de registro simbólica, e não um pacote estrela que você precisa comprar e que não contém o que você realmente vai vender. Empresas onde você ganha dinheiro desde o primeiro momento, e não quando você chega em um patamar x.

Empresas onde você recebe bônus com base no quanto você trabalha, no quanto você vende e no quão bom você é como líder.
Se uma empresa tem esse tipo de esquema, além de bons produtos, eu digo: siga em frente. Então, de repente, tudo se resume a vendas e marketing, e não exclusivamente a recrutamento.

Se você tiver que pagar vários 1000 para participar de algo, sem ter nenhum produto para vender, então acho que você deveria recusar. Então, é preciso muito mais trabalho para que os outros façam o mesmo, e poucas pessoas têm o desejo extra de pensar um pouco diferente. Se, por outro lado, você oferece produtos que outras pessoas precisam, ou desejam, então realmente funciona por si só. Você não tem que persuadir, você apenas oferece, como faria com qualquer outro trabalho.

Depois de trabalhar desde 1991 com muitas empresas de MMN, sem sucesso, mas com coragem, percebi a importância de uma combinação de um bom plano de bônus e bons produtos. Se um dos dois não funcionar, ele não funcionará. Então, alguém sempre ganhará e alguém perderá. Se depender do esforço de cada um, todos podem vencer. É apenas uma questão de quanto esforço você está disposto a colocar em algo.

Você está curioso sobre marketing de rede e se ele pode ser algo para você? Confira muitas empresas diferentes e converse com seus amigos sobre os produtos que a empresa oferece pode ser algo que eles achem interessante. Também fique atento para saber se aqueles que vêm te dizer quanto dinheiro você pode ganhar, o fazem até mesmo nos negócios. Se uma pessoa trabalha na empresa há 2 anos e ainda não ganha dinheiro, algo não está certo. Após 2 anos, você deve ter uma boa renda mensal se houver bons produtos e um bom plano de bônus.

Gaste algum tempo, não se empolgue no primeiro, e considere se você está realmente disposto a trabalhar uma quantidade razoável na primeira vez ou não.

Se você está lutando para conseguir um emprego ou precisa de uma renda extra, o MMN é, na verdade, uma maneira fantástica de consegui-lo. Pode ser um trabalho secundário ou um estilo de vida. Na verdade, depende de você e quão bom você é em escolher a empresa certa para você.

30 Razões pelas quais o Marketing de Rede é uma Boa Escolha

  • Seja pago quando você faz outras coisas, que não seja só vender. Quando você consegue parceiros em sua equipe, também é pago quando eles trabalham. Sua loja online está aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana, e outras pessoas compram enquanto você pode gastar seu tempo com outra coisa.
  • Construa sua fortuna, não apenas a riqueza de outras pessoas. Muitos dizem: só os que estão no topo ganham dinheiro. No marketing de rede, você está sempre no topo da equipe, portanto, esforço significa dinheiro também para você, não apenas para o proprietário de uma empresa.
  • Você quer dobrar sua renda todos os anos? Isso parece loucura? Imagine: depois de começar, é possível dobrar isso com um trabalho inteligente.
  • Liberdade financeira real. Muitas pessoas sonham com liberdade financeira. O que é isso para você? Parar de se preocupar com dinheiro? Sentar-se em um restaurante para olhar o menu e escolher com base no desejo e não no preço? Obtenha uma renda completamente diferente. Tudo o que você sonhar é possível no marketing de rede. Não há limites.
  • Mude o mundo. Muitas empresas de marketing de rede têm ótimos produtos que contribuem para um mundo melhor.
  • Trabalhe em todo e qualquer lugar do mundo. Você pode imaginar uma renda vinda de vários países? No marketing de rede você pode trabalhar internacionalmente, se desafiar, se divertir mais, conhecer novas pessoas!
  • Utilize o poder da Internet. Por que não usar a web a seu favor? Em vez de navegar inutilmente, use a oportunidade que a Internet oferece para criar um novo negócio em 2021.
  • Viva uma vida rica e gratificante. Estar no marketing de rede é incrivelmente satisfatório. Ele o desafia e cria uma nova história, se você quiser.
  • Aumento da população. O mundo está crescendo. Estamos nos tornando mais. Você sempre terá acesso ao que precisa para crescer: pessoas. Seu negócio não morrerá.
  • Seguro desemprego. Estamos em uma nova era onde muitos empregos estão desaparecendo, o que antes era certo não existe mais. Assumir a responsabilidade e criar seu próprio trabalho é inteligente. Crie seu próprio seguro desemprego.
  • Tenha mais tempo. Quando você estiver bem encaminhado, terá mais tempo para outras coisas, porque sua equipe também trabalha para você.
  • Aposente-se com mais dinheiro. Muitas pessoas recebem “alguns poucos centavos” quando se aposentam. Aqui é você quem decide seus dias de aposentadoria.
  • Trabalhe mais fácil. As empresas de marketing de rede já configuraram tudo para você, então você pode começar no mesmo dia em que ingressar.
  • Uma renda que se constrói sozinha. Depois de fazer um certo esforço, você ganhará dinheiro, não importa se está em uma boa empresa. Nem é preciso dizer que a renda pode ser muito maior se o sistema for realmente bom.
  • Obtenha ajuda para o sucesso. Aqui ninguém está sozinho no topo, quem quer que seja o seu patrocinador quer que você tenha sucesso! É realmente necessário para o seu patrocinador e para o sucesso que você tenha sucesso.
  • Decida no seu próprio tempo. No MMN, você trabalha exatamente quando convém. Se quiser trabalhar online, você também pode trabalhar no meio da noite, se quiser. Se você quer dormir muito, durma muito…
  • Esteja com pessoas afins, engraçadas e ambiciosas. É incrível estarmos juntos em uma equipe que se eleva e se ajuda, que se preocupa com a mesma coisa. A solidão você pode esquecer! Ao mesmo tempo, se você quiser ficar um pouco sozinho, você pode fazer isso, você tem todas as oportunidades, a escolha é sua.
  • Diminuição do mercado de trabalho. Nem todos que querem trabalhar consiguem um emprego. Muitos cargos também nunca são anunciados, mas passam para conhecidos ou indicados. Aqui é você quem decide se tem um emprego, quanto trabalha e quanto deve ganhar.
  • Decida por si mesmo o que você ganha. Sim, é claro que você precisa trabalhar para ganhar dinheiro no marketing de rede, como em qualquer outro lugar. Mas aqui você obtém ganhos crescentes à medida que trabalha e, ao mesmo tempo, os ganhos se tornam mais fáceis de alcançar quando sua equipe cresce.
  • Obtenha férias e bônus grátis. Quando você sobe na empresa, você também obtém valorização extra da empresa, conhecer outras pessoas em viagens é ótimo e divertido. O marketing de rede tem planos de bônus que recompensam aqueles que fazem um esforço extra.
  • Faça parte de uma equipe. Esta foi uma das minhas experiências mais fantásticas! Fazer parte de um time, uau! Incrivelmente divertido trabalhar com outras pessoas em todo o país. Levante-se, ajude, peça ajuda, compartilhe o sucesso, junte a carga, construa, todos se querem bem. Pelo menos é assim que funciona onde estou.
  • Não quer falar com ninguém? Sem problemas. Você pode trabalhar online. Por exemplo, eu trabalho com a automação do marketing de rede, e isso é sensacional. Qualquer pessoa pode usar a web.
  • Não tem uma grande rede e “não consegue internet?” Sem perigo. Você pode falar com 2 pessoas? Perfeito. Isso é tudo que você precisa.
  • Você não é vendedor? Perfeito. Então você não precisa aprender muitos erros de vendas. Nós não vendemos. Nós recomendamos. Há uma grande diferença. Damos oportunidades às pessoas.
  • Você não tem muito tempo. Sem perigo. Um bom marketing de rede é construído facilmente. Boa companhia permite que você use a web. Tire proveito das escotilhas da vida cotidiana e você estará pronto para começar.
  • Trabalhe de onde você está. Liberdade! Adoro essa palavra! Onde quer que você esteja no mundo, você pode trabalhar com marketing de rede. Você tem acesso à internet? É tudo o que você precisa para trabalhar. Há alguns anos, trabalho da minha casa na Espanha, mas a minha rede é do Brasil.
  • Ajude seu ente querido. Quando você trabalha, também ajuda outras pessoas na vida que elas desejam. Deixe a família e os amigos que você ama participar, se quiserem. Esqueça o envio de dinheiro. Deixe que eles próprios ganhem dinheiro!
  • Contribua para o mundo. Este é um dos motivos pelos quais mais amo. Essa empresa de marketing de rede contribui e dá para outras pessoas que não têm tanto quanto muitos de nós. É uma maneira fácil de ajudar. Quando ganhamos dinheiro, alguns também vão ajudar os outros. Isso é ótimo.
  • Todo mundo pode! Não importa quem você é, não importa a origem, não importa os desafios: você pode trabalhar nisso. Não há aplicativo. Basta encontrar uma empresa de que goste, uma equipe da qual você pode imaginar fazer parte, e comece hoje mesmo!

3. Crie seu próprio curso de Marketing Digital

Seu conhecimento é sua oportunidade única de iniciar um negócio de cursos online. Você não precisa ter doutorado ou ser conhecido de alguma forma. Se você sabe Marketing Digital, e tem bons resultados, utilize o conhecimento para ganhar um bom dinheiro!

– O que você sabe, há muitos que não sabem.

Pense o seguinte:

O que você sabe fazer no Marketing Digital que nem todo mundo sabe?
O que você sabe, e há pessoas que gostariam de aprender?
O que você sabe, que outros estejam dispostos a pagar pelo conhecimento?

– Pense em tudo que você aprendeu ao longo da sua jornada digital. Você sabe algo bem, sabe algo um pouco e é um especialista em alguma coisa. Mas você tem uma visão geral de tudo que pode ser feito no Marketing Digital?

Se você é um designer e quer ajudar outras pessoas com seus métodos, você pode expandir sua clientela para todo o país com um curso online. Se você é um especialista em Facebook, pode ajudar outras pessoas a lucrar nessa rede social. Você ganha dinheiro no Instagram? Você pode alcançar pessoas de todo o país que precisam mais vendas.

– Sempre há algo para fazer cursos dentro do Marketing Digital, contanto que você pense bem!

Quem deve realizar os cursos?

Embora basicamente qualquer pessoa possa criar cursos em, bem, em praticamente qualquer coisa. Mas, existem maiores chances de sucesso para uma pessoa que:

  • Já realiza cursos ou conferências no “mundo real” e está cansado de todas as viagens. Você anseia por uma maneira de vender seus cursos online para que tenha menos tempo de viagem, mas ao mesmo tempo alcance o país inteiro de sua própria sala de estar.
  • Trabalhe como consultor  e já está cansado de trocar seu tempo por pagamento por hora. Você quer mais tempo livre enquanto pode ajudar outras pessoas.
  • Tenha um interesse particular do Marketing Digital que conheça muito, sem que você perceba que pode ganhar dinheiro com ele na forma de cursos. Um curso online é uma ótima maneira de ganhar dinheiro!
  • Trabalhou em uma empresa por muitos anos e ganhou experiência de ponta ao mesmo tempo em que você sente que gostaria de ter escapado da vida cotidiana das 44 horas semanais, mas prefere trabalhar quando e onde for conveniente para você.
  • Trabalha ou possui uma empresa que vende serviços, e talvez você queira usar um curso online para informar e vender mais de seus serviços existentes?
  • Está preocupado com o mercado de trabalho inseguro ou trabalha em uma agência vulnerável. Você pode ser um dos muitos que já notou o declínio na sua empresa, e deseja iniciar seu próprio negócio para se tornar seu próprio mestre tanto do horário de trabalho quanto do local, para que possa sustentar seu próprio renda?

A Árvore do conhecimento

A árvore do conhecimento pode ser dividida em três partes principais:

Experiência de vida sua. Este é o tronco da sua árvore do conhecimento. Esta é a sua personalidade, seus valores e o que o define como pessoa. Esta é a razão pela qual você pode fazer o que pode.
Os galhos grossos do tronco são as áreas temáticas sobre as quais você sabe algo. Sua competência profissional, formação e área de interesse.
Os galhos finos são o que você pode fazer em cada área de assunto . Aqui estão oportunidades sem precedentes para cursos online!
Depois de saber disso, você pode começar a limpar seu conhecimento e anotar tudo o que puder.

Uma área do Marketing Digital pode fornecer para você muitas oportunidades. Um vasto conhecimento pode se tornar muitos cursos!

4.Crie seu Próprio Produto Digital (infoproduto)

Os produtos digitais são os produtos mais populares no mundo de hoje. Tanto é verdade que todos os blogueiros profissionais, palestrantes e outras figuras públicas que influenciam as massas, aproveitaram esta tendência e a utilizaram para obter mais publicidade, promoção e ganhos para seu comércio e negócios, e eles lançaram o desejável e conteúdos desejados, como guias em PDF, e-books, podcasts, vídeos, etc.

Devido à importância dos produtos digitais no mercado tecnológico global contemporâneo e em constante evolução, optamos por apresentar este conteúdo para esclarecer por meio dele alguns conceitos relacionados aos produtos digitais, incluindo:

O que são produtos digitais?

Produtos digitais são produtos intangíveis, encontrados apenas em dispositivos digitais. Sua popularidade e uso estão aumentando com o avanço e desenvolvimento da tecnologia e são fáceis de inovar e podem ser replicados sem limites.

Eles também são fáceis de distribuir e muitas vezes são apresentados como PDFs, PNGs, JPEGs, MP3s, vídeos e outros plug-ins que podem ser baixados a qualquer momento, dependendo da plataforma que o site produtor usa para concluir a venda e baixar. Isso está longe das complexidades do transporte, lidando com clientes internacionais, impostos devidos, leis e regulamentos de importação e exportação, gerenciamento de estoque, etc. Portanto, os produtos digitais são mais acessíveis, mais sustentáveis ​​e sustentáveis ​​do que os produtos físicos tradicionais.

Produtos digitais e tradicionais:

Você já se perguntou por que os produtos digitais são preferidos aos produtos físicos? Nós vamos te responder ..

Mas antes disso, você deve saber a diferença entre produtos tradicionais e produtos digitais :

Um produto tradicional é todo item que você pode perceber com um dos seus cinco sentidos depois de tocar (cheirar, saborear ou ouvir) e que você pode vender por dinheiro ou permuta.

Pode ser uma peça de roupa, uma refeição, um dispositivo eletrônico, uma mobília doméstica ou qualquer outra coisa.

É a única venda que prevaleceu no passado, até que o e-commerce veio e mudou os conceitos de negócios para melhor, e o mundo virtual abriu amplas áreas para o surgimento de uma nova categoria de produtos (os produtos digitais) com a qual muitos empreendedores começaram seus negócios através da Internet.

Já o produto digital é aquele que você vende pela Internet sem ter uma forma física que possa ser descrita, como e-books, softwares de programação, aplicativos, entre outros.

Os produtos digitais podem ser convertidos em produtos físicos, como comprar um e-book em PDF, depois imprimi-lo e ele se torna físico, mas começou no formato digital.

Vantagens dos produtos digitais em relação aos produtos físicos tradicionais

Os produtos digitais têm muitas vantagens sobre seus equivalentes físicos, especialmente para os empresários que os vendem. Os mais importantes desses recursos são:

  • Com os produtos digitais, não haverá problemas de estoque, seja em excesso ou em falta.
  • Os produtos digitais reduzem o tempo gasto nos processos de logística e na busca de um lugar para armazenar os produtos.
  • Os clientes, na maioria dos casos, podem receber o produto digital imediatamente após a compra, não há necessidade de muito envolvimento humano, desde que você esteja vendendo um produto que não requeira atendimento imediato ao cliente.
  • Um produto digital não precisa ser caro para criar e iterar, geralmente é criado uma vez e vendido um número ilimitado de vezes.
  • Não há custos relacionados a materiais, montagem ou frete.

Mas isso não significa que você pode usar qualquer produto digital e fazer riqueza.

Produtos digitais precisam ser desenvolvidos e atualizados constantemente para fornecer o benefício desejado e fornecer os valores esperados e surpreendentes juntos de uma forma que garanta que os clientes sejam encorajados e voltem a negociar com você continuamente.

Assim, você pode transformar o tempo e o dinheiro que economiza criando produtos digitais assim:

  • Crie novos produtos digitais para seus clientes.
  • Atualize seus antigos produtos digitais.
  • Invista em Marketing e publicidade para seus produtos digitais e desenvolvimento de sua marca.

Não há dúvida de que criar produtos digitais e lidar com seu armazenamento, venda, distribuição e comercialização é muito mais fácil do que o equivalente aos produtos tradicionais, mas também exigem muito artesanato e esforço na indústria, design e desenvolvimento para alcançar a distinção e o benefício que os clientes exigem e aparecer para eles com a qualidade exigida que eles estão esperando.

Como promover seus produtos digitais:

O marketing de produtos digitais não é muito diferente do marketing de produtos físicos.

Aqui você também deve:

  • Determinar o seu público-alvo.
  • Impactá-los com mensagens relevantes para sua marca.
  • Manter as linhas de comunicação abertas entre você e seus clientes.

Mas, uma das principais diferenças, é que explicar a importância de um produto digital às vezes é mais difícil do que explicar os benefícios de um produto tradicional.

Explicar a necessidade de um dispositivo eletrônico, por exemplo, pode ser muito mais simples do que explicar a necessidade do aplicativo móvel mais recente ou de um curso online.

Produtos digitais mais populares:

E-books :

Os e-books foram e ainda são um dos produtos digitais mais populares. É relativamente fácil de configurar, pois não requer nada mais do que um texto escrito e algumas imagens relacionadas.

Eles são fáceis de distribuir em grandes mercados online e lojas online criadas pela própria empresa.

Os e-books também são facilmente consumidos pelos clientes, que podem lê-los em e-readers, tablets, computadores e até mesmo em seus telefones celulares.

A beleza de criar livros eletrônicos reside em duas coisas que estão intimamente relacionadas entre si, e são:

  • Você pode compartilhar tudo o que sabe ou se preocupa em formato de texto.
  • Você pode educar seus clientes, aconselhá-los ou reformatar e atualizar o conteúdo existente na forma de e-books para posterior venda em seu site.

A popularidade dos e-books está aumentando dia a dia. Os especialistas também preveem que os e-books acabarão por ultrapassar os livros físicos em termos de vendas.

E a beleza disso é que, depois de concluir o produto (e-book), você não terá que fazer nenhum outro trabalho (além de marketing, é claro), o que permite que você ganhe uma renda adicional ao longo de meses, e talvez anos.

Fotógrafo:

Fotos de alta qualidade são um dos produtos digitais mais populares da atualidade. A maioria dos consumidores de imagens online são blogueiros e proprietários de sites.

Um site é uma parte vital do portfólio de um fotógrafo, pois exibir bem seu trabalho em seu site é essencial para elevar seu perfil.

Com preços competitivos e imagens de excelente qualidade, ele poderá vender as imagens autônomas ou solicitadas pelo cliente em seu site de forma muito lucrativa.

Com milhões de pessoas postando conteúdo em sites todos os dias, há uma demanda constante por fotografias únicas e exclusivas.

Nota :
Sites de fotos de arquivo, como Fotolia e iStockphoto, podem comprar fotos de seus criadores de conteúdo.

Como alternativa, alguns fotógrafos podem querer vender suas fotos por meio de seus sites (o que muitos fotógrafos fazem para que não tenham que compartilhar seus lucros com os mercados existentes).

Uma ótima maneira de deixar as pessoas entusiasmadas com a fotografia é postar suas fotos em sites como o Flickr e o Instagram.

Essas plataformas permitem que você retenha todos os direitos sobre suas imagens, protegendo sua propriedade intelectual enquanto o expõe a clientes em potencial.

Cursos de educação e treinamento:

O e-learning é uma indústria rica em inovação, que está crescendo hoje com um ímpeto sem precedentes.

À medida que crescem, vemos instituições de ensino tradicionais explorarem novas maneiras de disponibilizar seu conteúdo para alunos online.

Os cursos estão se tornando uma base cada vez mais popular, ou um complemento aos negócios online, primeiro devido às tendências do consumidor e, em segundo lugar, à proliferação de sistemas de gerenciamento de aprendizagem acessíveis e fáceis de usar.

Além disso, oferece uma saída lucrativa para qualquer pessoa com conhecimento ou experiência e permite que os educadores atinjam um amplo público sem serem restringidos pela geografia, tecnologia ou tempo.

Um curso online é semelhante a um curso em sala de aula, exceto que você ensina online por meio de texto, vídeo e áudio.

Você pode criar cursos de tamanhos e preços diferentes. E seus clientes podem fazer o seu curso em seu próprio horário, sem se preocupar em cumprir prazos ou exercer pressão sobre si mesmos.

Alguns cursos são totalmente independentes, enquanto outros oferecem interação com o professor ou interação com referências de tarefas.

Muitos cursos oferecem aos alunos alguma forma de certificação ou recompensa após a conclusão bem-sucedida.

Já a venda de materiais educacionais ocorre de diversas formas, entre elas:

Cursos de download únicos.
Um conjunto de cursos que podem ser baixados repetidamente.
Filiação (assinatura) a um serviço educacional na Internet.
Os cursos geralmente são vendidos da mesma forma que outros produtos digitais e com as mesmas ferramentas.

Vídeo, áudio e música:

O vídeo é uma ferramenta de comunicação muito popular e muito eficaz para comunicar informações pela Internet.

O conteúdo do vídeo pode ser educacional, informativo ou divertido. É muito mais atraente do que texto e pode ser usado facilmente clicando no botão reproduzir e assistir.

Os usuários geralmente gostam e preferem o conteúdo de vídeo de outras pessoas e, em muitos casos, ficam felizes em pagar por isso.

Se você é um grande palestrante, tem paixão por exposição na mídia visual ou adora compartilhar suas ideias por vídeo, com pouco tempo de edição, pode investir em vídeos online e ter lucro.

O som e a música são poderosos meios para transmitir mensagens.

Existem muitos tipos diferentes de produtos de áudio digital, incluindo:

  • Palestras gravadas.
  • Amostras musicais.
  • Livros de áudio.
  • Aulas de línguas estrangeiras.
  • Efeitos sonoros reutilizáveis.
  • Faixas de música lírica.
  • E outras faixas de áudio pelas quais as pessoas pagam porque entretém, acalma, educa, inspira ou ajuda a atingir seus objetivos de negócios.

Assim, se você é um mestre em materiais acústicos, ou um músico independente, pode ganhar uma vida excelente vendendo suas próprias criações acústicas. Você pode gravar sua própria música e vendê-la onde quiser.

E como você não precisa mais produzir um produto físico (como um CD), pode criar sua própria música, publicá-la e vendê-la como arquivos digitais que as pessoas podem ouvir em seus MP3 players, computadores ou outros dispositivos compatíveis.

Programas de software:

Muitos programas de software são vendidos como assinaturas, o que significa que seus clientes pagam uma pequena taxa mensal para usar seu software e, desde que paguem, eles manterão o acesso a ele.

A indústria de software é uma indústria enorme e em constante crescimento, e seus campos e possibilidades de trabalho são infinitos.

A capacidade de qualquer pessoa de escrever código de qualquer tipo pode levar a produtos de “software” novos e úteis, seja software para desktop, aplicativos baseados na web, modelos de site, aplicativos móveis e videogames ou qualquer outra coisa movida por código.

E se você é fluente em uma linguagem de programação de ponta, pode desenvolver muitas coisas para vender online, quer tenha experiência com aplicativos, plug-ins, temas, sites ou qualquer outra coisa, você pode monetizar seu código.

Conclusão:
Apesar das flutuações econômicas que o mundo está testemunhando hoje, o comércio eletrônico continua seu caminho de prosperidade e desenvolvimento.

Com os avanços tecnológicos expandindo o uso da Internet e o consumo de mídia digital aproximando-se em muitos graus das tendências dominantes no comportamento das sociedades, não é de se admirar que a demanda por produtos digitais continue aumentando.

Talvez você não soubesse; Mas você deve ter usado um produto digital antes (se você leu este conteúdo, você usou um produto digital).

O marketing digital evoluiu significativamente e hoje (conforme mencionado) não fornece apenas um método que você pode usar ao explorar como promover seus produtos digitais.

Em vez disso, existem muitas maneiras de as pessoas conhecerem seus produtos e depois comprá-los.

Lembre-se de que todas essas estratégias e campanhas continuam evoluindo e mudando conforme o público evolui e muda, e você só precisa continuar experimentando, analisando, desenvolvendo e melhorando até atingir os objetivos desejados.

5.Marketing de Conteúdo

Você ama escrever? Se você é bom com as palavras, pode usar suas habilidades para ganhar dinheiro como redator, produzindo conteúdo para empresas e clientes privados em uma ampla gama de tópicos.

Trabalhar como redator freelance permite que você trabalhe em casa e ganhe a vida trabalhando em tempo integral ou meio-período em casa. Para ter sucesso, você precisa de:

  • Boas habilidades de escrita
  • Saber como encontrar serviços como redator
  • Elogiar seus serviços de forma adequada
  • Ser capaz de manter um alto padrão do que você escreve
  • Cumprir os prazos (entregar o trabalho no prazo)

Se você estiver interessado em trabalhar como redator, faça um curso online de redação. Os cursos ensinarão a você boas habilidades de redação e métodos de criação de conteúdo. Você também deve obter um portfólio de exemplos que pode mostrar aos clientes em potencial, para que possa mostrar a qualidade e o estilo do seu trabalho a eles.

É uma boa ideia produzir conteúdo que você possa exibir como um portfólio para começar. Tente escrever algumas descrições de produtos, artigos e postagens de blog. Revise-os cuidadosamente e faça o melhor para garantir que o trabalho seja completo e correto. Depois de montar um pequeno portfólio, você está pronto para trabalhar para ganhar dinheiro. Este guia explicará como e dicas para ter sucesso.

Encontre empregos como redator

Existem duas maneiras pelas quais redatores geralmente conseguem empregos:

  • Trabalhando em várias áreas e aceitando todos os trabalhos que forem disponibilizados.
  • Por se especializar em uma área específica e buscar clientes que trabalhem nesse nicho.

Muitos redatores começam a ganhar dinheiro de imediato, porque isso lhes permite ganhar experiência enquanto constroem um portfólio. Ao aumentar sua base de clientes, você provavelmente terá a oportunidade de definir seu foco e se concentrar em áreas específicas nas quais está interessado.

A especialização pode ser muito lucrativa porque lhe dá a oportunidade de se anunciar como um especialista para empresas e organizações nessa área. Isso pode ajudá-lo a obter serviços bem pagos. Pode haver muita competição pelos serviços, e escritores que se concentram em um nicho específico geralmente conseguem mais contratos do que aqueles que se concentram em tópicos gerais.

Existem muitos nichos em que você pode escolher se especializar. Por exemplo:

  • Saúde e bem-estar alternativos
  • Bebês e crianças
  • Beleza
  • Construção
  • Educação
  • Economia
  • Imóveis
  • Produtos verdes e sustentáveis
  • Serviços de saúde
  • Renovação e faça você mesmo
  • Empregos e carreiras
  • Autoajuda
  • Serviços para idosos
  • Religião
  • Pequenos negócios
  • Software e tecnologia
  • Viagens
  • Vinho e comida, etc

Então, como você escolhe um nicho? Comece avaliando sua própria educação e experiência. Se você já trabalhou em uma indústria antes, você já tem alguma experiência que pode desenvolver ainda mais quando chegar a hora de escrever textos. Você também pode avaliar seus próprios interesses. Se você trabalhou com finanças, mas realmente odiava o setor, outro nicho, como viagens ou saúde, pode ser mais atraente para você.

Depois de selecionar um nicho, escreva alguns artigos de amostra. Você também pode monetizá-los postando-os em um site como o Hubpages . Você terá então alguns links que pode mostrar a clientes em potencial.

Quanto os redatores ganham?

Depois de estabelecer sua estrutura de preços para a redação, você precisa se certificar de que os preços são competitivos para que você possa estar entre aqueles com os lances mais baixos nos projetos. Ao mesmo tempo, você precisa ter certeza de que está ganhando uma taxa justa por hora.

Se você não tiver certeza de como definir o preço, pode dar uma olhada em uma página onde você entrega lances em projetos, como Upwork. Isso é uma vantagem porque você pode ver qual é o lance médio e enviar o seu próprio.

Ao concluir o trabalho e ganhar dinheiro, peça depoimentos a clientes satisfeitos. Considere oferecer benefícios ou descontos a clientes que o recomendem a outras pessoas.

Ser um redator pode incluir muitas formas de escrita. Você pode querer escrever descrições de produtos, páginas de um site, ebooks , relatórios ou outros tipos de conteúdo. Alguns projetos exigirão que você defina um preço para todo o projeto, para cada página ou palavra. Com outros projetos, será possível definir uma taxa horária. Pode ser difícil manter o controle de quanto tempo você gasta escrevendo, mas as taxas horárias geralmente podem resultar em taxas e receitas mais altas, se você definir no nível certo.

Para definir o preço certo

Quanto você deve cobrar? A resposta dependerá da sua experiência e do que você precisa para ter sucesso. Você precisa considerar cuidadosamente quanto dinheiro você precisa ganhar para trabalhar em tempo integral ou parcial e começar a partir daí.

O mais importante é definir o preço e cumpri-lo. Não fique tentado a reduzir drasticamente o custo por palavra, por página ou hora apenas para conseguir um serviço. Então, você acabará não ganhando dinheiro e poderá ter de rejeitar um trabalho mais bem pago, porque está preso em um trabalho em que ganha menos do que ganharia com outro cliente. Dizer não a um cliente que deseja negociar pode ser difícil, mas acaba trazendo o benefício.

Isso não significa que você não possa negociar. Se você quiser ganhar R$ 30,00 por hora, comece pedindo R$ 33,00-35,00 por hora.

Dicas para ganhar dinheiro como redator

Alcançar um negócio lucrativo como redator pode levar algum tempo, mas seguir estas dicas pode ajudá-lo a aumentar suas chances de ganhar uma boa renda:

  •  Prometa apenas o que você pode alcançar
    Ao aceitar o trabalho dos clientes, seja realista sobre a quantidade de trabalho que você pode concluir em um determinado tempo. É sempre melhor prometer muito pouco e cumprir. Se você acha que um projeto levará cinco dias, é melhor dar uma semana para o cliente e, em vez disso, superar suas expectativas com entrega antecipada. Concluir projetos com atraso é uma das piores coisas que um redator pode fazer, já que os projetos costumam ser críticos em termos de tempo.
  • Confie no seu valor
    Se você acha que seu trabalho não vale R$ 40,00 por hora, ninguém vai lhe dar esse preço. Você precisa estar confiante o suficiente para permitir que os clientes em potencial saibam qual é o preço e seja determinado sobre ele. Se você escrever bem, ficará surpreso ao ver como as pessoas estão dispostas a pagar por isso, se achar que o preço é justo. Isso se torna cada vez mais verdadeiro quando você ganha mais experiência e constrói um portfólio impressionante.
  • Use o tempo com sabedoria
    Ganhar dinheiro em casa como redator oferece vários benefícios, mas também pode fornecer distrações que fazem com que você perca o foco no trabalho. Tenha uma área de trabalho separada, onde você pode minimizar as distrações tanto quanto possível.
  • Faça um plano para si mesmo todos os dias
    Este plano pode ser como você deseja. Talvez você queira trabalhar oito horas seguidas, apenas interrompido por um intervalo para o almoço, ou você deseja planejar trabalhar quatro horas pela manhã e quatro horas à noite com um longo intervalo entre elas. O mais importante é que você crie um plano que funcione para você e o siga da mesma forma que faria em um escritório.
  • Você também deve ficar de olho nas atribuições e priorizar seu tempo com cuidado
    Todos os dias você deve fazer uma lista do que precisa ser concluído. Como você conclui o trabalho é com você. Alguns escritores preferem trabalhar em uma coisa de cada vez. Outros dividem o trabalho em vários pedaços, para completar um pouco a cada dia. Você pode precisar experimentar um pouco para descobrir o que é certo para você.
  • Exercício, exercício, exercício
    Escrever é uma habilidade, e você não pode ficar melhor sem prática. Se você tiver períodos de baixa carga de trabalho, é importante manter suas habilidades escrevendo artigos que você pode compartilhar em um site de compartilhamento de textos ou vendendo em um site que publica conteúdo. Talvez você queira começar seu próprio blog para praticar a escrita sobre tópicos relacionados ao seu nicho ou outros interesses. Quanto mais você escreve, mais rápido você será e a qualidade do trabalho melhorará.
  • Sempre pense no futuro
    Ganhe dinheiro escrevendo textos. As secas podem ser financeiramente devastadoras para redatores, por isso é sempre importante estar atento ao seu próximo grande projeto. Invista algum tempo todos os dias para se candidatar a um bom contrato. Licite em sites freelance, envie e-mail para potenciais clientes ou trabalhe com o site ou blog, onde pode anunciar os seus serviços.

Dedicar parte do seu dia de trabalho à procura de mais trabalho reduzirá o risco de ficar parado ao concluir um projeto.
Você também não deve ter medo de aceitar pequenos serviços para preencher os intervalos. Freqüentemente, pequenos trabalhos podem acabar sendo grandes.

Última palavra
Ser um redator é uma ótima maneira de ganhar dinheiro online.

6.Marketing no Youtube

Se você for como a maioria das pessoas, com certeza tem alguns canais favoritos do YouTube que adora assistir todos os dias. As pessoas por trás desses canais podem lhe contar como pediram demissão para administrar o YouTube em tempo integral. Talvez você esteja coçando os dedos depois de aprender mais sobre o tópico de como ganhar dinheiro no YouTube, mas acha que leva muito tempo, é muito difícil ou que nunca vai acontecer.

Funcionou para ELES, mas nunca funcionará para você… Quer saber algo incrível?

Acontece que contanto que você tenha uma estratégia e saiba quais métodos usar, ganhar dinheiro no YouTube é FÁCIL, DIVERTIDO e algo que você também pode fazer!

Tudo o que você precisa fazer é aproveitar esses métodos e, ao mesmo tempo, ser consistente com seu calendário de publicações.

O YouTube é um dos maiores sites do mundo e é uma indústria mundial separada para ganhar dinheiro online. Nem todo mundo está ciente da grande oportunidade de ganhar dinheiro na internet que o YouTube realmente representa, mas nem é preciso dizer que é possível ganhar muito dinheiro através de um site social com tanto tráfego. Todos os usuários do YouTube podem basicamente aproveitar esta oportunidade para ganhar dinheiro extra.

O YouTube não permitirá que você gere receita com o compartilhamento de vídeos se seus vídeos contiverem material dos quais você não possui os direitos autorais, mostrar pessoas que não deram seu consentimento para participar de vídeos ou tiverem conteúdo impróprio para crianças.

Como Ganhar Dinheiro no Youtube

Para fazer um bom vídeo, primeiro você precisa de uma câmera e software para editar seus vídeos. Envie seu vídeo para o YouTube.com e poste informações que tornem o vídeo “pesquisável”. Normalmente, você não será capaz de ganhar dinheiro online com apenas um vídeo, portanto, crie, edite e envie muitos vídeos regularmente. Todos os sites do YouTube com vídeos têm anúncios e anúncios, você tem a oportunidade de compartilhar a receita de publicidade de seus vídeos com o YouTube. Ao se inscrever no programa de afiliados do YouTube, você pode ganhar dinheiro online e um vídeo popular será capaz de gerar muito dinheiro.

Além disso, você pode promover sites, suas mídias sociais, produtos e serviços nos vídeos, links e links de afiliados nas descrições, etc. Um único vídeo do YouTube tem, portanto, muitas oportunidades de receita. O último desafio é tornar o vídeo popular, ou seja, muito compartilhado, curtido, comentado e assistido. Você pode obter muitos espectadores enviando vídeos engraçados, fofos, criativos, informativos, originais, extraordinários, sexy ou provocativos que são compartilhados com outras pessoas.

Promova o seu vídeo no YouTube

Além de compartilhar seus vídeos com amigos e conhecidos, você pode comercializar seus vídeos do YouTube na Internet com, por exemplo, site, blogging, Google, Facebook, Twitter e Linkedin. Resumindo, as oportunidades de ganhar muito dinheiro aumentarão com um bom marketing online.

O título do seu vídeo no YouTube é muito importante, deve ser interessante e ao mesmo tempo dizer o que esperar para ver. Além disso, o título deve facilitar sua localização na pesquisa de vídeos e no Google.

Ganhe dinheiro online com o YouTube

Você pode fazer esse vídeo sobre qualquer coisa, mas para ganhar dinheiro online com o YouTube, você precisa planejar um pouco. De preferência, encontre um tópico de seu interesse ou sobre o qual tenha conhecimento. Lembre-se também de todas as informações de contato no vídeo.
Para a maioria das pessoas que começam a ganhar dinheiro no YouTube, não serão as grandes somas envolvidas na receita de publicidade. Mas aqueles que produzem regularmente vídeos que geram muitos cliques, podem ganhar muito dinheiro todos os meses.

7.Blogar

Você quer ganhar dinheiro com blogs, ou até mesmo ganhar a vida com a renda dos blogs? Você não está sozinho nisso. Milhares de blogueiros competem entre si para atrair novos leitores regulares. Aqueles que saem vitoriosos são tipicamente blogueiros que se destacam da multidão, ao mesmo tempo que são habilidosos no marketing do blog.

Aqui veremos o que é preciso para se tornar um blogueiro de sucesso.

Atraia visitantes para o seu blog

Embora seja teoricamente possível ganhar dinheiro no blog tendo apenas um visitante, você precisa alcançar muito mais pessoas se seu objetivo é fazer do blog um trabalho de meio período, ou melhor ainda, um trabalho de período integral.

Quando há poucos que leem seu blog, também haverá poucos (ou nenhum) que clicam em anúncios. Então também não há interesse de empresas que querem pagar para publicar posts patrocinados.

Foco em conteúdo de qualidade para o grupo-alvo

Para que o seu blog tenha os primeiros leitores regulares, você precisa oferecer a eles um conteúdo de qualidade. Uma postagem de blog escrita em cinco minutos raramente resulta em sucesso. Embora não haja uma resposta válida para todos sobre como escrever uma boa postagem no blog, há certas coisas a se ter em mente:

  • Tenha conhecimento sobre o que você escreve: muitas vezes requer muita pesquisa com antecedência
  • Publique artigos sobre tópicos de interesse do seu público-alvo
  • A maneira como você escreve deve ser adaptada para quem você está escrevendo
  • Traga fotos relevantes (de preferência fotos que você mesmo tirou)
  • Leia o texto e corrija os erros de digitação
  • Se você tem um blog onde escreve principalmente sobre carros, um artigo com o título “como conseguir entrar em forma antes do verão” aparentemente não atingirá o público-alvo. Pergunte a si mesmo para quem está escrevendo e no que este grupo está interessado.

Atualizações regulares

É melhor publicar trinta novas postagens em uma semana e zerar nas próximas 3 semanas ou é melhor distribuir as postagens ao longo do mês?

Claro, o melhor é espalhar a palavra, para que os leitores possam ler novas postagens sempre que visitarem – caso contrário, você corre o risco de nunca mais voltar.

Se você não pode publicar novos conteúdos todos os dias, é pelo menos importante que você seja sistemático quando o blog for atualizado com novas postagens. Por exemplo, se você postar uma nova postagem toda segunda-feira, seus visitantes regulares se acostumarão rapidamente e visitarão seu blog de acordo com seu calendário de postagens.

Otimização do Blog para mecanismos de pesquisa (SEO)

Otimização de mecanismos de pesquisa significa facilitar um site em relação a mecanismos de pesquisa como Google e Bing. Embora a otimização de mecanismos de pesquisa seja um assunto separado em si, você pode usar medidas relativamente simples para aumentar o tráfego atual para receber mais tráfego do Google.

O Google está constantemente trabalhando para fornecer aos visitantes uma ótima experiência do usuário. A principal tarefa do Google é orientar o usuário, com base na palavra-chave, o que ele acha que lhe trará mais benefícios. Por exemplo, se você pesquisar “como amarrar uma gravata?”, O Google listará as páginas da web que eles acham que fornecerão informações relevantes e boas. Se suas postagens de blog devem aparecer na primeira página, você também deve dar ao Google um motivo pelo qual eles deveriam mostrar sua postagem.

A primeira coisa em que você pode pensar é no número de palavras que sua postagem contém. Se você tiver poucas palavras, o Google provavelmente não pensará que você tem informações relevantes o suficiente para essa palavra-chave. Uma boa regra é tentar ter mais de 500-800 palavras. Mas isso é só uma ideia. SEO é muito mais do que a quntidade de textos ou de palavras chave. Se você postar uma postagem que se destina apenas a mostrar fotos com descrições, não conterá muitas palavras. É por isso que a regra nem sempre se aplica, mas serve apenas de um parâmetro inicial para o tamanho mínimo de um texto.

A próxima coisa a se pensar é o que as pessoas realmente estão procurando. Se houver algo que você sabe que será pesquisado, pode postar uma postagem que aborda exatamente o que eles vão pesquisar. Como exemplo, posso pegar o carro elétrico Tesla. O carro tem recebido muita cobertura da mídia recentemente. Como resultado, mais pessoas estão se candidatando ao carro elétrico Tesla. Se você escreveu um bom artigo sobre o carro elétrico, poderá receber muito tráfego do Google. Agora, deve ser acrescentado que há uma série de outros fatores que afetam como você deseja se classificar no Google. Em qualquer caso, você deseja aumentar suas chances de atrair muito mais visitantes para o seu blog.

Mostrar anúncios

À medida que você tenta atrair mais visitantes para seu blog, pode começar a pensar em publicidade. A publicidade que funciona para um tipo de blog não funcionará necessariamente tão bem para o outro. Primeiro, pense sobre que tipo de publicidade pode atrair seu público-alvo. Se você escreve sobre roupas e moda, seus visitantes são mais receptivos a anúncios que tratam especificamente de roupas e moda. Se você tem um blog no qual escreve sobre tudo entre o céu e a terra, será mais difícil decidir quais anúncios são melhores para você.

Se você encontrar um anunciante que acha que se encaixa no seu blog, envie um e-mail para ele. Ao contrário do Google Adsense, que paga por clique que você gerar, os anunciantes “particulares” pagarão por dia, por mês, ou se o clique que você gerar levar a uma venda. Quanto você ganha por venda dependerá do anunciante para o qual você está anunciando. O anunciante paga a você um valor fixo por venda ou uma determinada porcentagem com base em quanto o cliente comprou.

O Google Adsense é uma ótima opção para muitos, principalmente para aqueles que escrevem um pouco sobre cada tema. Adsense mostra anúncios relevantes com base no que você escreve em seus posts. Quando alguém clica no anúncio, você ganha por clique. Os anúncios atuam como uma rodada de lances, onde são exibidos os anunciantes que deram o maior lance por clique. Quanto você ganha por clique, portanto, depende de quão alto está a concorrência nas palavras relevantes e de quanto os anunciantes estão dispostos a dar. Inscreva-se no Google Adsense aqui.

O que lhe dará mais receita, você tem que testar por si mesmo. Você também pode querer combinar duas opções. Onde você colocar seus anúncios terá muito a dizer sobre o resultado. Uma maneira muito eficaz é colocar um anúncio no próprio texto das suas postagens. No entanto, certifique-se de que isso não perturbe o leitor.

De hobby a negócios

As autoridades fiscais há muito abriram seus olhos para a receita que os blogueiros têm. Isso levou a várias taxações, que nem sempre saíram positivamente do lado do blogueiro.

Como todas as outras receitas, a receita do blog também deve ser tributada (quando não se enquadra na atividade de hobby). Quando o seu blog dá lucro, você passa do hobby ao negócio. Isso significa, entre outras coisas, que você deve tributar o lucro. O lucro significa toda a receita que você recebeu por meio do blog, menos todos os custos que o blog custou a você. Por exemplo, se você tiver que pagar pelo domínio e hospedagem na web, esse é um custo que o blog tem. Lembre-se de que produtos patrocinados também são considerados receita.

8.Fornecer Serviços de SEO

O especialista em SEO é a pessoa responsável pelo posicionamento dos sites. Nesta posição, o colaborador lida com, entre outros: otimização de sites, realização de auditorias, análise de mercado online em termos de palavras-chave, aquisição de links externos, bem como criação de back-up.

Obviamente, locais de trabalho individuais impõem obrigações ligeiramente diferentes ao especialista em SEO, e é por isso que o pagamento do especialista em SEO pode variar. Embora essas pessoas geralmente trabalhem em agências, elas também podem se candidatar a vagas fora delas: algumas empresas estão procurando posicionadores para aumentar a visibilidade do site da empresa.

Quanto exatamente ganha um especialista em SEO? Como se tornar um posicionador? Vale a pena se interessar por esse setor?

Especialista em SEO – que conhecimentos ou predisposições são necessárias?

Você não precisa saber de dentro para fora sobre posicionamento para saber que um especialista em SEO deve ter conhecimentos de informática e ser capaz de navegar na web com fluência. Mas vamos nos concentrar nas predisposições.

O que é útil nesse trabalho? Certamente, um aspecto importante é a resistência ao estresse, principalmente quando, apesar dos grandes esforços, os gráficos ainda não sobem.

Um especialista em SEO trabalhando em uma agência deve ser distinguido pela divisão de atenção. Normalmente, um especialista em SEO lida com vários sites, então ele tem que gastar um pouco de seu tempo em cada um deles. Além disso, a comunicação é um elemento-chave nesta indústria. O aparecimento de desinformação pode ter efeitos negativos de posicionamento, ao mesmo tempo que afeta o ambiente da equipe.

Além das predisposições apresentadas, um especialista em SEO deve ter algumas habilidades muito importantes. Dados sobre o assunto podem ser encontrados, entre outros, no relatório do Senuto, onde a análise incidiu principalmente sobre os rendimentos dos posicionadores, suas competências, benefícios e obrigações. 322 participaram do estudo. Eles são especialistas em SEO com vários graus de experiência, proprietários de empresas, gerentes e outros funcionários diretamente relacionados à indústria de posicionamento.

Quais habilidades são úteis como especialista SEO?

Mais da metade dos entrevistados indicaram que possuem as seguintes habilidades:

  • Conhecimento de HTML
  • SEO na página (avançado)
  • Google Analytics (intermediário)
  • Excel (Básico)
  • UX (básico)
  • Marketing de conteúdo (intermediário)
  • Link building (avançado)
  • Gerenciador de tags do Google (intermediário)

No entanto, podemos concluir com a pesquisa que as pessoas que desejam se tornar especialistas em SEO também devem saber:

  • CSS
  • JavaScript
  • PHP.

Tipos de especialistas em SEO

Embora geralmente usemos o termo bastante genérico ” especialista em SEO “, você precisa saber que um especialista em SEO pode ter várias tarefas em seu local de trabalho. Quer conhecê-los um pouco mais de perto? Apresentamos diversos tipos de especialistas, além disso, vale lembrar que a remuneração do posicionador depende de suas funções e antiguidade.

  • Chefe de SEO ou Gerente de SEO – como é fácil deduzir, é o chefe do departamento de SEO. Esse tipo de cargo ocorre, entre outros, em agências, onde o gestor verifica o trabalho de sua equipe e atribui tarefas a pessoas individualmente.
  • Especialista técnico em SEO – é um especialista em SEO que tem conhecimento prático de HTML, CSS, PHP e JavaScript. Ele é capaz de editar e construir o código do site, não apenas gerenciar o sistema CMS. Implementa mudanças de otimização e melhora o funcionamento do site. Em muitas empresas, um SEO técnico pode ser simplesmente referido como “Especialista em SEO”.
  • Especialista em conteúdo de SEO ou Copywriter de SEO – essa pessoa não está diretamente relacionada ao posicionamento, mas apóia o trabalho de especialistas em SEO. Conteúdo de alta qualidade é a base do SEO.
  • Coordenador do Departamento de SEO – posição popular principalmente em grandes empresas. Um coordenador pode ser um elo entre diferentes departamentos de SEO. Às vezes, a pedido do gerente, ele atribui trabalho e fornece feedback sobre o andamento do trabalho. Graças a ele, o trabalho de desenvolvedores web, posicionadores técnicos e redatores pode funcionar sem problemas.
  • O especialista em link building – como o nome sugere, é uma pessoa cuja principal tarefa é obter links externos de qualidade.
  • SEO Web Developer – funcionário que, além do conhecimento de SEO, possui conhecimento de programação. Ele é um especialista entre posicionadores técnicos, com a diferença que suas habilidades na área de JavaScript, PHP ou Python chegam ao nível avançado, não apenas o básico.
  • Especialista em SXO – é uma pessoa que tem conhecimento sobre SEO e UX. O funcionário é, portanto, responsável por posicionar e adaptar o site aos padrões da comunidade.

Como se tornar um especialista em SEO?

Antes de saber quanto ganha um especialista em SEO , vale a pena mencionar o caminho que você precisa seguir para assumir essa posição. Como em qualquer trabalho, existem muitos caminhos, caminhos e soluções. Apresentamos três provavelmente os modelos mais populares.

De redator de SEO a posicionador

Um copywriter de SEO é a pessoa responsável pela criação de conteúdo que irá influenciar a posição de um site no motor de busca. Os textos devem, portanto, ter frases-chave, mas colocadas naturalmente para o usuário. Ao trabalhar como redator de SEO em uma agência, você conhecerá cada vez melhor o mundo do posicionamento. Se, além do trabalho, você começar a se interessar pelo assunto, rapidamente adquirirá os conhecimentos necessários para se tornar um especialista em SEO.

Treinamento, cursos e posição júnior

Se você não possui um sabre de luz, mas deseja absolutamente cuidar do posicionamento, interesse-se pelo tema de treinamentos e cursos especiais na área de SEO. Eles não faltam online, e alguns deles são administrados por verdadeiros profissionais. Depois de aprender a teoria, você pode se inscrever para uma posição júnior, por exemplo, em uma agência. É aqui que você ganhará experiência prática, tornando-se um especialista competente com o tempo.

Reclassificação

Alguns setores de TI estão, até certo ponto, relacionados a questões de SEO. Um grande exemplo disso são os programadores, desenvolvedores da web ou designers de UI / UX. Muitas vezes, os funcionários neste tipo de posição são capazes de entender rapidamente a essência do posicionamento e têm habilidades úteis para isso. Em tal situação, vale a pena se candidatar a um emprego júnior. Você adquirirá conhecimento de SEO em pouco tempo, ganhando uma chance de promoção.

Quanto ganha um especialista em SEO?

No cargo de Analista de SEO se inicia ganhando R$ 2.068,00 de salário e pode vir a ganhar até R$ 3.659,00. A média salarial para Analista de SEO no Brasil é de R$ 2.578,00, de acordo com o levantamento do site Vagas para Analista de SEO.

Quanto um especialista em SEO ganha depende adicionalmente do tipo de trabalho. Podemos observar flutuações específicas em SEOs que trabalham como freelancers. Seus ganhos são geralmente muito altos ou muito baixos, dependendo de quão diligentemente eles fazem seu trabalho e de quantos clientes são capazes de atrair.

9.Criação de sites

Como ganhar dinheiro criando sites na era do WordPress?

WordPress é um sistema em que praticamente qualquer pessoa pode criar um site. Você não precisa de habilidades de programação para isso. Existe um lugar para webmasters no mercado na era da popularidade deste CMS?

Invariavelmente sim, é por isso:

WordPress não é tão simples

Apesar da aparente simplicidade do sistema, criar um site WordPress não é tão fácil. Requer que você se familiarize com suas funções e adquira conhecimento básico de plugins, mesmo que seja apenas para poder instalar plugins básicos para construir páginas usando o método arrastar e soltar.

Os clientes teriam que dedicar seu tempo à aquisição de novas habilidades e delegar um funcionário nas empresas para esse fim. Portanto, levaria muito tempo para criar um site sem a certeza de que o resultado parecerá profissional.

Mesmo se não houver trabalho de codificação de nossa parte (ou será muito limitado, por exemplo, para alterações de CSS), o cliente pode precisar de uma pessoa que cuide totalmente de todos os aspectos da criação da página para que ele não tenha que aprender ele mesmo.

Escolhendo a hospedagem certa para um site WordPress CMS

Começamos a construção do site principalmente com a seleção da solução de hospedagem apropriada na qual nosso site será publicado e a escolha do domínio, ou seja, o endereço que a pessoa que entra no site deverá inserir em seu navegador. A ServCloud oferece soluções de hospedagem profissional baseadas na tecnologia Cloud. O custo do servidor começa em apenas R$ 11,69/mês, com 30 dias grátis para testar o serviço.

A isto deve ser adicionado o custo do domínio da Internet por exemplo no Registro BR, por um custo de R$ 40,00 para o primeiro ano.

Tendo um servidor web e um aplicativo WordPress instalados nele (no caso da ServCloud a instalação do script WordPress é realizada automaticamente pelo Painel de Gerenciamento do Servidor em poucos cliques), na próxima etapa que selecionaremos o modelo de script apropriado que atenderá aos requisitos técnicos de um site moderno. Acima de tudo, porém, todos os seus elementos devem estar devidamente localizados para atender aos padrões de usabilidade. Isso requer conhecimento básico de UX, bem como tempo gasto na construção de um site, por exemplo, instalar e configurar um tema.

Outro problema relacionado ao WordPress que podemos resolver para o cliente é escolher os plugins certos para o site. Um enorme ecossistema de plugins foi criado em torno do CMS, no qual é difícil se orientar. E isso é essencial para que o sistema abra suas asas.

Milhares de plugins disponíveis no banco de dados permitem que você personalize seu site WordPress de acordo com suas necessidades.

Para que o site tenha funcionalidades básicas como, por exemplo, um formulário de contato, é necessário utilizar plugins apropriados, que temos pelo menos vários para escolher em cada situação.

Plugins para criar apresentações de slides, melhorar o desempenho do site, SEO ou possivelmente criar um site multilíngue também são importantes. Você precisa estar familiarizado com o mundo dos plugins do WordPress e a capacidade de usá-los.

Tudo isso significa que os clientes geralmente precisam de uma pessoa que cuide de todos os aspectos da criação de um website. Construí-lo por conta própria, sem o conhecimento adequado, levaria muito tempo e frequentemente ficaria no escuro. É aqui que podemos aparecer, mesmo usando templates prontos e praticamente sem codificação.

Criação de temas exclusivos

Embora você possa encontrar milhares de temas prontos na web, nem sempre será uma solução que satisfaça o cliente. Se houver requisitos específicos para o aspecto e funcionamento do site, a solução é um tema criado individualmente.

Ao criar um site baseado em CMS WordPress, você pode escolher um modelo entre milhares de modelos prontos ou criar seu próprio original.

Na maioria das vezes, isso se aplica à situação em que o cliente decide escolher um design gráfico individual para o site. Ele é criado por um designer gráfico e, em seguida, codificado por um programador. Graças a isto, o cliente não tem de se comprometer quanto ao aspecto do site e o seu design ficará exatamente como ele espera.

A vantagem de um tema individual também é sua singularidade. Temas prontos são vendidos várias vezes, resultando em muitas páginas relativamente semelhantes. Marcas que se preocupam com sua imagem preferem evitar essas situações e optam por um design totalmente exclusivo.

Um tema feito sob medida também possui funções que são precisamente adaptadas às necessidades do site. Os temas prontos tentam ser o mais universais possível, por isso são equipados com um grande número de opções de configuração, que normalmente não são necessárias para o cliente.

A multiplicidade de funções geralmente afeta o desempenho da página, porque elas precisam ser carregadas quando a página é carregada. O tamanho da página aumenta e o número de solicitações enviadas ao servidor quando um usuário se conecta a ele aumenta. Os temas originais, graças a um número muito menor de funções, são muito mais “leves” do que os já prontos, por isso funcionam rapidamente.

A limpeza do código dos temas originais também afeta a velocidade de operação. No caso de temas prontos, frequentemente lidamos com código caótico, que está relacionado, entre outras coisas, às funções que permitem a construção fácil de um site. Eles tornam mais fácil modificar o site por conta própria, mas, em última análise, causam problemas de desempenho devido ao código redundante e à estrutura de código pesada.

Uma alternativa tão eficaz quanto criar um tema original, é personalizar um tema existente e limpar os códigos e as requisições desnecessárias. Principalmente as requisições de JavaScript.

Vale a pena trabalhar com WordPress

Apesar da aparente simplicidade do WordPress, ainda há muito trabalho para especialistas em criação de sites. Mesmo ao usar modelos prontos, os clientes geralmente precisam de ajuda para que não tenham que aprender como o sistema funciona. Além disso, um site bem projetado requer conhecimento do ecossistema de plugins do WordPress e UX.

Os webmasters também são essenciais se um cliente deseja criar um site com um tema dedicado. Isso tem muitas vantagens, especialmente se a marca se preocupa com o layout exclusivo do site ou tem requisitos específicos para sua funcionalidade. Temas de autoria bem escritos também são bastante eficientes. Tudo isso faz com que valha a pena investir seu tempo para se tornar um especialista em WordPress. Apesar da forte competição, esse mercado não deve ficar sem trabalho.

Se você já conhece o básico e se sente forte o suficiente para transformar seu conhecimento em dinheiro de verdade, é hora de agir. Onde começar? Claro, desde a criação de seu próprio portfólio. Um webdesigner sem seu próprio site é uma piada, então você deve refinar seu site o máximo possível. Claro, não se trata apenas do visual, é o conteúdo que mais importa. Complete o seu próprio site com exemplos de realizações e projetos concluídos para que o cliente potencial possa verificar suas habilidades.

Agora já é a hora de procurar clientes. Onde olhar Primeiro, no Facebook. Muitas vezes as pessoas subestimam essa plataforma como uma fonte de pedidos, o que é um grande erro. Procure grupos de desenvolvimento de sites, inscreva-se em grupos de classificados locais e espere. Posso garantir que encontrar os primeiros clientes não é difícil, basta fazer uma boa pesquisa. Uma alternativa e um complemento ao Facebook são os portais dedicados a freelancers. OLX, Mercado Livre e outros sites desse tipo são uma mina de pedidos, por isso vale a pena checá-los regularmente.

Princípio do desenvolvimento web

Como já trabalhamos a mais de uma década com a criação de sites, vale a pena citar algumas “regras” em vigor no setor.

Em primeiro lugar, pontualidade, ou seja, entrega de projetos no prazo. Nada desencoraja mais os clientes do que o atraso, portanto, não aceite pedidos que não consiga concluir a tempo.

Em segundo lugar, a educação ao cliente. Às vezes, seus desejos e visões serão simplesmente impossíveis ou simplesmente impraticáveis. Ao trabalhar por encomenda, eduque o cliente e forneça-lhe soluções que se revelem melhores e mais fáceis de implementar.

Terceiro, controle de design. À medida que você constrói seu site, tente relatar regularmente o andamento do trabalho de seus clientes. Desta forma, não só irá confirmar que as obras são para melhor, mas também lhe dará a oportunidade de verificar o conteúdo e sugerir possíveis alterações, mesmo na fase de criação. Afinal, pode acontecer que você aceite um pedido, passe muitas horas desenhando a primeira versão e o cliente decida que está completamente errado. É melhor consultar os projetos continuamente.

10.Marketing de Mídia Social

As redes sociais são uma moderna ferramenta de comunicação interpessoal e de fluxo de informação, que se realiza tanto para fins privados como puramente de marketing. Atualmente, as mídias sociais como Facebook, Instagram e Twitter permitem que empresas e indivíduos aumentem seus ganhos e espalhem o conhecimento da marca.

Instagram – Como estabelecer relacionamentos de longo prazo com algumas fotos?

O Instagram é a ferramenta perfeita para influenciadores e pessoas que querem ganhar dinheiro extra usando algumas fotos. Podemos fazer parte do marketing de afiliados, que consiste em divulgar os produtos selecionados ou  divulgar nossos próprios produtos ou serviços. A chave para o sucesso são as imagens, claro, os textos e também as hashtags. Quando o conjunto for muito bom,  permitirá que você se diferencie e que sua publicação seja vista e encontrada.

Postagens patrocinadas no instagram

Postagens patrocinadas também são uma ótima ideia para aumentar seus ganhos. Desta forma, promovemos uma marca específica e colocamos um link direto para os seus produtos. O Instagram é uma ferramenta que permite não só promover marcas específicas, mas também o seu próprio negócio. Com a ajuda de fotos e vídeos, você pode incentivar clientes e empreiteiros em potencial a estabelecer cooperação. Portanto, vale a pena ter certeza de que as fotos postadas neste meio são tiradas com profissionalismo e incentivá-lo a ler informações específicas sobre um determinado assunto.

Infelizmente, cada um dos métodos apresentados exigirá empenho e treinamento no uso de imagens e texto. O sucesso de nosso empreendimento dependerá de nossa determinação em ter sucesso.

Ganhe dinheiro com o YouTube

O YouTube é uma ferramenta ideal para ganhar dinheiro por entusiastas de vários tipos de vídeos, ou seja, seus criadores diretos. Se você tem um canal no YouTube e seu público, pode ganhar dinheiro facilmente sem sair de casa. Para aumentar a lucratividade do canal, você pode encontrar um patrocinador ou promover produtos ou serviços com seus próprios anúncios feitos à mão.
Outra opção para monetizar os anúncios é colocá-los imediatamente antes ou durante o seu vídeo, como uma espécie de pausa. O usuário do YouTube contribuirá com os ganhos do proprietário se assistir aos anúncios até o final.

Outra forma de publicidade no YouTube são os banners visíveis sob o vídeo. Fazer parceria com produtores específicos e promover seus produtos e serviços listando-os ou mencionando-os em vídeos também pode gerar receita. A chave para aumentar os ganhos no YouTube é, como em outras mídias sociais, reunir o maior público possível.

Facebook – Como monetizar efetivamente?

O Facebook nada mais é do que uma rede social gigante que reúne usuários de todo o mundo. Para aumentar o reconhecimento do seu negócio, a melhor forma é promovê-lo com fotos e postagens e direcionar o tráfego diretamente para o seu site. Você também deve considerar a colocação de anúncios patrocinados diretamente em seu site, o que aumentará sua receita.

O marketing de afiliados é o próximo passo que podemos dar para ganhar dinheiro eficaz por meio do Facebook. Consiste no recebimento de comissão pelos produtos vendidos promovidos em nosso site. Para quem tem empresa e produtos próprios, vendê-los nas redes sociais pode ser uma boa solução.

O mais importante para ganhar dinheiro no Facebook é construir um público amplo e interessá-lo por conteúdo compartilhado, que deve ser profissional em termos de conteúdo e gráficos.

11.Publicidade no Facebook e Instagram

As redes sociais podem ser sua principal fonte de renda? O que caracteriza o ganho nas redes sociais? As redes sociais não são apenas uma forma fácil de comunicar com a família e amigos onde quer que estejamos, mas também um método de promoção de serviços e produtos. Existem muitos canais que você pode usar para monetizar as mídias sociais: Instagram e Facebook são apenas alguns deles.

Cada uma dessas plataformas abre muitas oportunidades para você, incluindo anunciar produtos de outra pessoa e receber remuneração adequada ao tráfego gerado.

Os anúncios do Facebook são os anúncios que aparecem no lado direito da página, em uma coluna em forma de imagem e texto, entre as postagens, entre stories… Esses anúncios seguem o modelo PPC (Pay Per Click), como no Google Adwords . Resumindo, qualquer pessoa pode promover uma campanha publicitária no Facebook pagando por cada clique feito.

Como faço para ganhar dinheiro com anúncios no Facebook?

Como Afiliado, você pode usar os anúncios do Facebook e veicular campanhas publicitárias de qualquer empresa que desejar e ganhar dinheiro. O lucro que você terá corresponderá às comissões que receberá da Rede de Afiliados menos o custo de publicidade no Facebook. Dessa forma você amplia o público que deseja atingir, além do seu perfil ou da sua Fanpage.

É claro que você tem controle total sobre o orçamento e as despesas diárias, portanto, ter uma pequena quantia de dinheiro para começar pode levá-lo ao campo do marketing do Facebook. Certamente é preciso paciência e monitoramento de estatísticas para obter a experiência certa, mas no final virá a recompensa que recompensará o seu esforço!

Até 2007, a forma de anunciar era mais ou menos a conhecida. Mídia impressa, Internet com ênfase no Google, TV e tudo o mais que o anunciante possa imaginar para ver um determinado produto ou serviço com o maior número de pessoas possível. Mas desde 2007, tudo mudou. O Facebook, que já havia feito uma revolução com seu surgimento, fez uma segunda revolução, e esta, na forma de publicidade: Lançou o Facebook Ads (Advertising on Facebook), um sistema de publicidade para empresas que estão conectadas aos usuários e direcionam campanhas exatamente para o público que se interessa pelos seus produtos / serviços.

O que são anúncios do Facebook ?

Começaremos do 0. E isso significa que responderemos todas as dúvidas, do 0, não importa o quão óbvia a resposta nos pareça.

O Facebook Ads, então, é uma ferramenta paga para anunciar no Facebook, essa mídia social tão popular.

Eles representam um método muito eficaz de exibir anúncios de produtos ou serviços que têm como alvo pessoas específicas, que você pode segmentar com base em muitas variáveis.

Idade, interesses ou localização geográfica são apenas alguns dos critérios que você pode usar para configurar sua campanha de anúncios no Facebook. Dessa forma, você terá a oportunidade de direcionar sua campanha a um público bem definido.

Você já percebeu os anúncios no Facebook? Eles aparecem com a palavra “patrocinado” sob o nome da página e são movidos para o seu mural, junto com as postagens ou páginas de outros usuários que você segue.

Os anúncios de anúncios do Facebook, ao contrário de postagens gratuitas, costumam aparecer no seu feed de notícias durante a campanha. É por isso que você vê a mesma postagem várias vezes e tem a sensação de que ela está “perseguindo você”.

Então, vamos fazer uma pergunta fundamental para um anunciante:

“O que você pode obter com os anúncios do Facebook?”

O conteúdo desses anúncios pode servir a vários propósitos. Por exemplo:

  • Levar tráfego para seu site (Consideração)
  • Anuncie seu produto ou serviço para vendê-lo (Conversão)
  • Enriquecer a atratividade da marca (Reconhecimento)

E esses elementos são cruciais: uma boa empresa de publicidade cuidará dos anúncios que segmentam o nome e o endereço de e-mail do usuário que clicou no Facebook ou Instagram compatível. Especificamente, através da publicidade, pode-se alcançar um contato valioso que, em menos de um minuto, nos deixa seu e-mail, fala conosco no Messenger e torna-se membro de nossa comunidade.

Temos, assim, três formas distintas de comunicação com o cliente potencial, transmitindo nosso valor com conteúdo gratuito para o internauta e oferecendo nossos serviços.

No entanto, devemos nos lembrar de duas coisas:

O Facebook há muito reduziu o alcance de postagens gratuitas (sem suporte). Se você quiser aproveitar essa rede social, precisa investir em publicidade.

Seja qual for a meta de sua campanha, você precisa definir um orçamento, uma meta e um objetivo.

Por que usar a publicidade no Facebook?

Esta é uma pergunta aparentemente fácil. Em poucas palavras, poderíamos apenas dizer: Porque o Facebook nos conhece muito bem.

Na verdade, o Facebook sabe tudo sobre cada um de seus membros. Possui um banco de dados para cada um desses membros. E saber essas informações dá a você um poder incrível. Você entende o que significa já ter o perfil de bilhões de usuários por idade, sexo, interesses e hábitos?

Todas essas informações são úteis para qualquer empresa, desde multinacionais a lojas menores.

Ao clicar em “Curtir” em uma página, você está expressando interesse em um determinado tópico. Essas informações são armazenadas pelo Facebook para serem utilizadas no momento apropriado.

Neste ponto, você começará a ver postagens anunciadas relacionadas a produtos ou serviços relacionados a este tópico específico.

Podemos dizer que o Facebook é uma espécie de “rodovia digital” com seus outdoors. No entanto, esses outdoors são personalizados e, portanto, as pessoas em que estamos interessados ​​têm muito mais probabilidade de pará-los e lê-los.

E não só. Também há uma chance muito maior de que as pessoas que estamos direcionando realizem as ações exigidas pelo anúncio:

  • Deixe o e-mail deles
  • Visite o site do anunciante
  • Compre o produto / serviço

Quando o usuário executa essas ações, o anúncio já atingiu uma meta. Isso significa que o usuário do Facebook se tornou uma via útil de publicidade.

É por isso que a publicidade no Facebook é tão eficaz.

E há uma sequência: poucas pessoas sabem que em torno do Facebook existe um ecossistema de sites e aplicativos colaborativos que formam a chamada “Audience Network” (Rede de Audiência). Esses sites/aplicativos ganham para exibir os anúncios que você vê em seu feed, mesmo fora da plataforma.

Se você é um anunciante, isso praticamente significa que você tem uma base de usuários ilimitada. Por meio da “Rede de Audiência”, na verdade, você também pode alcançar pessoas que não têm Facebook, mas navegam na Internet.

Seja qual for o seu negócio, portanto, você já tem uma base de clientes em potencial que estará interessada em seu produto ou serviço.

Facebook em números

Outra razão para usar anúncios no Facebook são os números. Existem cerca de 2,60 bilhões de usuários registrados no Facebook. Destes, cerca de 1,75 bilhões o usam diariamente (são “usuários ativos”).

Um usuário ativo, em média, passa duas e meia (2,5) horas por dia nas redes sociais.

Se levarmos em conta as horas de tempo livre e subtrairmos 8 horas de sono e 8 horas de trabalho ou estudo, não são poucas.

De acordo com um estudo divulgado pelo Cuponation neste mês de janeiro mapeou os hábitos dos brasileiros nas redes sociais e revelou que, ao longo do ano que passou, os habitantes locais investiram cerca de 5 horas por dia em sites e programas de interação com outras pessoas.

De acordo com o Facebook, no Brasil, a cada 5 minutos que as pessoas passam online, passam 1 minuto na Plataforma de Zuckerberg.

Em média, a cada três postagens no Facebook, uma página “patrocinada” ou uma história aparece.

Some-se a isso a audiência dos sites, blogs e aplicativos citados acima, a “Rede de Audiência” que sempre preocupa o mundo do Facebook.

Então o debate se amplia: a questão não é mais quanto tempo as pessoas passam no Facebook, mas quanto tempo elas passam na Internet. Portanto, você percebe que, estatisticamente, o potencial é enorme.

O Facebook também possui Audience Insights, que permite a análise do objetivo do anunciante, tanto em termos de composição quanto de comportamento (cliques, interações, etc.). Esta é uma ferramenta extremamente útil para entender o mercado-alvo. Ou seja, saber quantos usuários do Facebook estão interessados ​​em sua posição no mercado, se clicam mais ou menos, com que idade estão e assim por diante.

Audience Insights é ótimo porque também dá uma ideia do que esperar do público do Facebook, Instagram, Messenger e dos vários sites que fazem parte do público gigante de Zuckerberg.

Estamos falando de um grande público que abrange transversalmente todos os segmentos da população ou potenciais compradores para qualquer mercado. Além disso, 93% dos profissionais de marketing utilizam regularmente os Anúncios do Facebook, justamente porque, de todas as formas de publicidade, é a que apresenta o melhor retorno do investimento.

Outro aspecto muito importante é o do celular: verificou-se que 96% dos usuários do Facebook preferem se conectar a partir de dispositivos móveis, como smartphones, o que por si só significa que o Facebook tem suas raízes no dia a dia.

Números do Instagram

O Facebook é realmente um universo inteiro. Em poucos anos, o gigante do Facebook adquiriu diversas plataformas sociais, que operam com a mesma dinâmica mencionada acima. Além do WhatsApp, líder mundial em mensagens instantâneas, encontramos o Instagram, a plataforma social de compartilhamento de conteúdo visual (imagens e mini-vídeos).

Por que estamos falando sobre Instagram?

Como as contas do Instagram e do Facebook podem ser gerenciadas pelos mesmos aplicativos, eles também compartilham os mesmos dados e conteúdo projetados para seguidores.

Além disso, os números do Instagram são igualmente importantes. Nas histórias do Instagram, os usuários ativos aumentaram de 150 milhões em janeiro de 2017 para 2,85 bilhões de usuários em 2021.

O tempo médio gasto no aplicativo é, em média, 53 minutos por dia. Além disso, 50% dos usuários do Instagram seguem pelo menos uma empresa. E depois há a interação: o Instagram tem um nível de interação 4 vezes maior do que o Facebook, e isso porque o conteúdo é puramente visual.

Esses dados tornam-se ainda mais interessantes quando combinados com o fato de 80% dos usuários afirmarem que o Instagram os ajuda a decidir pela compra de um produto ou serviço.

Novamente, usando o Audience Insights, é possível informar antecipadamente ao anunciante se o seu negócio tem potencial de compra, até mesmo no Instagram.

12.Google Adsense e Google Ads

O que exatamente é o Google Ads?

O Google Ads é uma plataforma de publicidade paga baseada no modelo de desempenho, no qual o anunciante paga por clique (PPC – pagamento por clique) ou por impressão (CPM – custo por mil) do anúncio. O Google Ads tem atualmente uma taxa de cliques de quase 8% entre nossos clientes. Para usuários prontos para comprar, os anúncios pagos no Google obtêm 65% dos cliques e 43% dos clientes compram algo que viram em um anúncio do YouTube.

A publicidade no Google Ads funciona, mas, para atrair usuários realmente interessados ​​no serviço, e não apenas “cliques vazios”,você precisa planejá-la bem.

Os anúncios da plataforma do Google Ads cobrem vários canais, não apenas o mecanismo de pesquisa do Google, mas também o YouTube, Blogger e milhões de outros sites afiliados à Rede de Display do Google.

Podemos usá-los de duas maneiras.

A primeira é ingressar no programa de afiliados do Google Adsense e lucrar com os anúncios exibidos em nosso canal ou site do YouTube.

Cada vez que alguém clica no anúncio enquanto está em nosso site, nós ganhamos.

Quanto mais visitas nosso canal ou site tiver, maiores serão os ganhos.

O princípio aqui é muito simples.

A segunda maneira de usar o Google Ads é reverter esse padrão e pagar ao Google para exibir nossas páginas com produtos ou serviços de vendas em primeiro lugar nos resultados de pesquisa.

Curiosamente, não precisamos ter nosso próprio produto. Se aderirmos a um programa de afiliados que nos recompense o suficiente para ganhar um cliente, podemos pagar pelo anúncio e ganhar clientes usando este método. Se, é claro, nosso Lucro for maior do que as despesas incorridas na campanha publicitária.

Como anunciar na pesquisa do Google?

A primeira etapa é criar uma conta em ads.google.com e fazer login no painel. Lá você pode definir suas configurações de anúncio.

Os iniciantes no sistema Google Ads podem se sentir intimidados pela hierarquia em vigor ali. Os anúncios são reunidos em grupos e, por sua vez, em campanhas. Por que? Este acordo facilita a organização do trabalho para anunciantes que realizam muitas atividades promocionais, por exemplo, para várias lojas virtuais ou grupos de produtos.

O painel também define o título do anúncio e seu conteúdo, bem como as frases-chave após as quais ele deve ser exibido.

Elementos de publicidade no mecanismo de pesquisa do Google:

título (máx. 30 caracteres);
texto (máx. 80 caracteres);
Endereço exibido (o endereço mostrado abaixo do anúncio)
URL final (o endereço para o qual o anúncio deve redirecionar o usuário)

Não tem certeza de qual descrição será a mais eficaz? Você pode testar várias variantes diferentes. Eles serão exibidos alternadamente e, se um provar ser extremamente eficaz, o resto pode ser desligado.

Palavras-chave e suas correspondências

Mas isso não é tudo. A publicidade na rede de pesquisa é exibida em resposta a termos específicos inseridos pelos usuários . Sua seleção é, portanto, uma condição fundamental para a eficácia de qualquer campanha. O plano pressupõe que deve atingir usuários que estão interessados ​​em um produto ou serviço específico.

Portanto, se você usar frases muito gerais, seu público-alvo pode estar interessado apenas no que você oferece. Pode-se presumir que um usuário que pesquisa “tênis esportivos” no Google não tem expectativas claramente definidas, mas após a pesquisa inicial, ele pesquisará mais especificamente, por exemplo, inserindo “tênis Nike Air”. No entanto, não vale a pena exagerar em qualquer direção. Uma frase com uma formulação muito restrita pode não agradar a ninguém.

No entanto, sabe-se que os usuários costumam fazer consultas de forma bastante surpreendente. Para “capturar” aqueles que são particularmente valiosos do ponto de vista do anunciante, você precisa usar “filtros”. Eles ajudam você a controlar quais pesquisas irão acionar seu anúncio.

O que o Google disponibiliza?

Os tipos de correspondência de palavra-chave determinam o nível de correspondência necessário entre o termo e a consulta de pesquisa do usuário para que o anúncio seja considerado no leilão. Dessa forma, você pode usar a correspondência ampla para veicular o anúncio em mais buscas ou usar a correspondência exata para alcançar pesquisas específicas. (https://support.google.com/google-ads/answer/7478529)

Depois de descobrir suas palavras-chave e escolher um tipo de correspondência, ainda há um orçamento. Você deve definir os valores máximos para um único clique em um link e para toda a campanha durante o dia.

Isso é de grande importância para as impressões, porque o Google Ads exibe os anúncios que ganharam o lance automático: quanto maior o lance, maior a chance de um melhor posicionamento do anúncio.

No entanto, a taxa não é o único critério. O assim chamado Classificação do anúncio , calculada com base em:

  • taxas de clique,
  • Índice de qualidade – a taxa de cliques esperada, relevância do anúncio e qualidade da página de destino,

Se o seu anúncio estiver sendo exibido em posições baixas, essa é uma informação para melhorar o conteúdo, as palavras-chave, a qualidade da página de destino ou para aumentar o seu lance.

Quanto melhor sua página e seu anúncio, menos você pagará por clique e mais alto serão exibidos seus anúncios.

13.Geração de Leads

A obtenção de leads é uma das principais formas de gerar vendas no setor B2B. No entanto, cada vez mais esse tipo de atividade também é utilizado em contatos com clientes finais, ou seja, B2C. Aqui, você aprenderá a planejar e implementar atividades que permitirão selecionar e adquirir contatos valiosos. Em seguida, você aprenderá maneiras de convencê-los a cooperar com sua empresa.

Verifique as 4 etapas básicas que você deve seguir para que suas atividades de geração de leads sejam eficazes.

  • Preparação, ou seja, defina quem é seu cliente-alvo

Antes de começar a obter os detalhes de contato de clientes em potencial, você precisa dizer a si mesmo quem eles são. Você não deseja que seu orçamento seja alocado para publicidade entre pessoas que não pertencem ao seu grupo-alvo (ou seja, eles não têm dinheiro, não estão interessados ​​ou simplesmente não querem usar sua oferta).

As perguntas a seguir o ajudarão a identificar o grupo apropriado. Responda-as antes mesmo de iniciar suas atividades de geração de leads.

Para quem é a sua oferta?

    • Quantos anos têm seus destinatários potenciais? Para facilidade de uso, você pode usar faixas etárias.
    • A maioria deles são mulheres ou homens? Ou talvez o gênero não importe neste caso?
    • Que profissão faz o seu destinatário ideal?
    • De onde vêm (cidade, aldeia, país, região, etc.)?
    • Eles têm algum interesse particular?
      E muito mais.

Quanto mais precisamente você definir seu grupo-alvo, mais fácil (e mais barato!) será para você alcançá-lo.

  • Geração de leads, ou seja, adquira contatos importantes para você

É hora de iniciar atividades que lhe permitirão adquirir contatos para clientes em potencial.

Em primeiro lugar, cuide do ambiente adequado e crie uma página de destino que convença o destinatário a deixar o contato .

Lembre-se de que a página de destino deve ter 3 elementos inalteráveis.

    • Design simples, mas atraente. O site deve ser atraente, fácil de usar e “conduzir” o seu destinatário até que a ação desejada seja realizada (neste caso, deixar o contato).
    • Operação rápida e suave. A página de destino deve funcionar de tal forma que usá-la seja puro prazer. Se o usuário perceber que o site está lento ou desajeitado, pode ter certeza que ele sairá dele rapidamente e nunca mais voltará.
    • Textos profissionais que irão agradar ao destinatário. Embora muitas pessoas os subestimem, é o conteúdo do site que é responsável por 90% do seu sucesso na geração de leads.

O que mais vale a pena lembrar ao preparar a geração de leads?
Lembre-se de que a eficácia de suas campanhas de geração de leads pode ser aumentada de uma maneira simples.

Tudo o que você precisa fazer é dar ao seu público algo mais, além de gráficos atraentes, funcionamento eficiente e conteúdo convincente. Pode ser um e-book grátis, um guia, um desconto em compras, um treinamento grátis ou outro “grátis”, que não vai custar muito para você como empresário. Você deve saber que as pessoas estão muito mais dispostas a compartilhar seus dados se receberem qualquer tipo de gratificação em troca.

Quando a página de destino estiver pronta , é hora de trazer o tráfego certo a partir do qual você pode extrair contatos valiosos. Nesta área, você pode usar principalmente formas pagas de promoção:

    • Anúncios do Facebook , graças aos quais você alcançará precisamente o seu grupo-alvo.
    • Google Ads , que permitirá que você se apresente às pessoas que buscam as soluções oferecidas pela sua empresa.

Além disso, você pode considerar fazer campanha em outras mídias sociais, como Instagram e YouTube. No entanto, lembre-se de que eles devem ser personalizados para o grupo entre o qual você realmente deseja anunciar.

  • Pontuação de leads, ou seja, escolha apenas leads valiosos

Você deve estar ciente de que nem todo contato que atingir sua base valerá a pena para engajar seu trabalho e dinheiro. Algumas das pistas obtidas irão parar lá por acidente e certamente não estarão dispostos a aproveitar a sua oferta.

A ação chamada pontuação de leads o ajudará a rejeitar tais casos, bem como a encontrar os mais valiosos. Graças a ele, você aprenderá quais leads têm mais chances de fazer compras, quais precisam de mais tempo e incentivos (mais sobre isso em breve) e quais leads devem ser removidos do banco de dados imediatamente.

Como abordar a pontuação de leads?

A pontuação de leads é um método de pontuação para avaliar o potencial. Esses pontos podem ser adicionados ou subtraídos dependendo da atividade e das características do seu público.

Você pode atribuir pontos por: atividade (visitar sites específicos, abrir e-mails e telefones e até clicar em links específicos) e informações (dados sobre o destinatário: idade, sexo, empresa, interesses, etc.). Por sua vez, você pode deduzi-los, por exemplo, pela não realização de determinadas atividades ou pela falta de dados específicos.

  • Lidere o incentivo ou dê a eles um motivo para aproveitar sua oferta

Mesmo que você rejeite todos os leads de “promessa ruim” no processo de pontuação de leads, ainda precisa estar preparado para o fato de que a maioria dos contatos que adquiriu não estará pronta para fazer compras. Essas pessoas precisarão de tempo para pensar, para conhecer você e sua empresa e ver se realmente precisam da sua oferta.

E é aqui que você precisará de ações na área de nutrição de leads, ou seja, comunicação hábil com os contatos que você já adquiriu.

Que formas podem assumir a nutrição?

Devido ao tipo de negócio e grupo-alvo, essas atividades podem assumir várias formas.

Por um lado, podem ser mailings clássicos e newsletters , graças aos quais irá manter a comunicação regular com os seus destinatários, fornecer-lhes tudo o que devem saber sobre a sua oferta e, além disso, simplesmente não os deixará se esquecerem de você 😉.

Geração de leads – resumo

Como você pode ver, as atividades eficazes destinadas a adquirir contatos valiosos que tenham a chance de se tornarem seus clientes incluem uma ampla gama de atividades.

Antes de iniciar uma campanha de geração de leads, você precisa saber a quem deseja enviar sua mensagem. Em seguida, você precisa cuidar da forma adequada de promoção que convencerá os destinatários em potencial a deixar o contato. Em seguida, sua função é identificar os leads mais promissores e convencê-los a aproveitar as vantagens de sua oferta.

14.E-mail Marketing

A Internet hoje oferece inúmeras maneiras de ganhar dinheiro. São tantas as possibilidades que mesmo um usuário avançado da Internet pode se sentir perdido em escolher a fonte de renda que melhor usará suas habilidades e gerará a renda esperada no longo prazo.

Para jogadores ambiciosos que procuram alta renda, mas entendem que “o Google não foi construído em um dia”, pode ser uma boa ideia construir um banco de dados de e-mail.

Mantenha a calma e mande e-mails

Uma boa base de e-mail é uma fonte de renda constante, mas construí-la não é uma tarefa fácil. Trabalhar no desenvolvimento de listas de discussão é uma atividade que requer regularidade e criatividade. Porém, a persistência deve ser recompensada: as taxas nas campanhas por e-mail são muito mais altas do que no caso das campanhas de display e não há indicação de que essa situação vá mudar.

Como começar a construir um banco de dados de e-mail?

Considere as duas posições iniciais do futuro profissional de marketing por e-mail:

  1. O primeiro cenário assume que já realizamos alguma atividade na Internet, pode ser um blog, site temático, loja, fan page no Facebook ou um fórum.
  2. O segundo ponto de partida será um pouco mais exigente, presumiremos que estamos começando do zero e não realizamos nenhuma atividade na Internet na qual possamos basear nossa construção de base.

Otimização do site em termos de expansão da lista de e-mail

Qualquer atividade na Internet que gere tráfego pode ser usada para construir um banco de dados de e-mail. A mera possibilidade de subscrever a newsletter não basta. Para recolher eficazmente os endereços de e-mail não basta colocar o campo “Subscrever a newsletter” na página inicial.

A eficácia da ficha de inscrição da newsletter depende não só do local onde se encontra, mas também da sua forma. Uma regra popular diz: quanto mais curta for a forma, melhor. Cada campo adicional terá um impacto negativo na conversão das assinaturas, por isso basta que o formulário se limite a solicitar um endereço de e-mail. No entanto, os formulários mais longos têm uma vantagem muito importante: tendo informações sobre a idade, sexo ou nome dos destinatários, podemos enviar comunicações mais adequadas ao seu perfil e contar com a obtenção de taxas de conversão muito mais elevadas. É importante escolher entre uma abordagem quantitativa ou qualitativa para construir uma base de e-mail. A menos que seu objetivo seja adquirir uma lista de mala direta muito especializada, um formulário de consulta de nome e e-mail deve ser um bom meio-termo.

A construção eficaz de uma base de e-mail requer criatividade sistemática. Considere como e onde você pode fornecer ao seu usuário um formulário de inscrição. No caso de um blog, será uma boa prática incluir a opção de escrever abaixo de cada texto. Se a publicação for interessante, existe uma grande probabilidade de o usuário nos deixar seu endereço de e-mail enquanto aguarda o próximo conteúdo.

Mais e mais sites usam o formulário na forma de pop-up. Existem diferentes opiniões sobre esta forma bastante invasiva de aumentar a base de newsletters. Os críticos argumentam acertadamente que não faz sentido bombardear novos usuários que ainda não tiveram a chance de ver o conteúdo do site para deixar um e-mail. O endereço de e-mail deve ser fornecido como parte da troca por conteúdo atraente. Por esse motivo, pode ser uma boa ideia aplicar o pop-up apenas para usuários recorrentes ou aqueles que fizeram mais de uma visualização de página no site. Então, sabemos que concluímos nossa parte da transação, fornecemos conteúdo de seu interesse . Assim, podemos pedir seu endereço de e-mail em resposta.

Como ganhar dinheiro com newsletters externas e e-mails?

Quando seu banco de dados de e-mail tiver mais de 10.000 registros, você pode começar a pensar em ganhar dinheiro com isso. Antes dos primeiros embarques, porém, vale a pena considerar quem são as pessoas que se inscreveram. Apesar da falta de acesso aos dados pessoais detalhados dos assinantes, você sempre pode definir certas características que ajudarão a otimizar a monetização da lista.

Para tanto, vale a pena fazer algumas perguntas básicas: por que os internautas se cadastraram no banco de dados? Em que eles estão interessados? Existe alguma vantagem de gênero? Estimar a faixa etária? É possível fornecer alguma característica da estrutura de base? Quanto mais perguntas forem respondidas, melhor. São dados a partir dos quais será possível selecionar campanhas publicitárias em redes de e-mail. Uma boa rede deve fornecer um gerente de conta dedicado que servirá de guia para as campanhas disponíveis e aconselhará quais programas valem a pena implementar em uma determinada base para gerar a maior receita.

Depois de selecionar a campanha, você pode enviar o e-mail pessoalmente usando seu sistema de e-mail ou deixar para a rede de afiliados. Essa prática é conhecida como monetização de base. Consiste em disponibilizar temporariamente a base de dados de e-mail para administração a uma entidade externa. Claro, o banco de dados ainda é de propriedade integral do proprietário, mas ele não precisa lidar com a configuração atual de embarques e relatar os resultados. Tudo isso será feito por profissionais em troca de um percentual das receitas auferidas. O proprietário da base pode, neste momento, começar a contar os lucros ou criar a próxima base maior.

Quanto você pode ganhar com base no e-mail?

Quais são as receitas estimadas de tal empreendimento?

Em primeiro lugar, deve-se notar que os resultados exatos de campanhas individuais dependem de muitas variáveis. Do lado do editor, os parâmetros-chave serão: o tamanho do banco de dados (número de endereços), sua atualidade (afeta a taxa de abertura), sua qualidade (afeta as taxas de conversão). A frequência dos embarques também é importante . Os bancos de dados de e-mail que enviam anúncios com muita frequência perdem qualidade significativamente e alcançam resultados piores devido ao “cansaço” de seus destinatários. O desejo de lucro rápido não pode obscurecer a perspectiva de longo prazo de desenvolvimento de negócios, portanto, é extremamente importante gerenciar adequadamente a base e não sobrecarregá-la com muitas campanhas.

No entanto, mesmo a melhor base pode produzir resultados insatisfatórios se o programa que está sendo implementado simplesmente não for atraente para os consumidores. Os principais aspectos aos quais o editor deve prestar atenção antes do envio são:

  • reconhecimento de marca
  • atratividade da oferta comunicada
  • a conversão da criação.

Obviamente, o fator preponderante deve ser o grau de adequação de um determinado programa às características dos destinatários.

15.Coaching

Em primeiro lugar, falaremos sobre a profissão de coach (o que é coaching, quem é coach, quem o emprega, como ele trabalha), sobre o mercado de coaching no Brasil (se temos um bom mercado para coaching, é um coach uma boa profissão, ou é possível ser coaching no Brasil, quanto ganha um treinador pessoal).

Em seguida, lidaremos com o tópico de ganhar dinheiro com coaching pessoal e direi como fazê-lo. Você aprenderá aqui que não pode ser apenas um coach, você também precisa ser um empresário e um especialista. Você precisa ser capaz de explicar o coaching e ter um processo de transformação definitivo para oferecer aos seus clientes. Você também deve escolher o modelo de negócios certo para você e criar uma oferta bem pensada. E, claro, cuidar do marketing e vendas adequados, ou seja, criar uma estratégia realista e tomar as medidas certas para garantir o seu influxo de clientes.

No final, você obterá algumas chaves essenciais para o sucesso no negócio de coaching.

Quem é coach e o que é coaching?

Existem muitas definições de coaching e muitas discussões sobre o que é e o que não é coaching. Aqui usaremos uma definição muito simples: Coaching é ajudar pessoas de sucesso a alcançar seus objetivos de vida, profissionais ou de negócios. O coaching facilita e acelera o processo de formulação de uma meta, livrando-se dos obstáculos no caminho e alcançando-a.

O Coaching é uma forma de desenvolvimento pessoal, profissional ou empresarial. O coach desenvolve com o cliente um objetivo adequado ao cliente, um plano de ação à medida do cliente e acompanha-o durante a sua implementação, proporcionando inspiração, motivação e ajuda na eliminação de obstáculos.

O coaching pode ser dividido em dois tipos:

  • Organizacional – direcionado a corporações, negócios e outras organizações (por exemplo, ONGs)
  • Pessoal – dirigido a um cliente individual, por exemplo, coaching de vida, coaching de dieta, coaching de carreira e muitos outros.

A principal diferença entre eles é que no coaching organizacional o coach é contratado e pago por uma organização que deseja ajudar seus funcionários / membros a atingirem objetivos específicos congruentes com os objetivos da organização. Por outro lado, no coaching pessoal, o coach é contratado e pago pelo destinatário direto do coaching, uma pessoa física.

Aqui trataremos da construção de um negócio baseado em coaching pessoal, ou seja, aquele em que um cliente interessado em mudanças contrata um coach e o paga por coaching.

Quem está contratando um treinador pessoal?

Pessoas de sucesso prontas para mudanças específicas em sua vida, trabalho ou negócios. Pessoas de sucesso são pessoas que já estão indo muito bem na vida, mas estão cientes de que podem e querem alcançar mais e se concentrar no autodesenvolvimento. São pessoas que geralmente funcionam em um nível acima da média, mas têm sonhos e aspirações para alcançar os próximos níveis de desenvolvimento, prosperidade, realização e integração. Eles têm a sensação de que podem viver uma vida melhor e mais feliz e buscam o desenvolvimento para tornar isso possível para si mesmos.

Quem não contratará um treinador? Pessoas que ainda não estão no nível em que acreditam que estão no comando de suas vidas e que têm o direito de sonhar e realizá-las.

Como funciona um coach?

O coach trabalha com o cliente durante as sessões de coaching, ou seja, reuniões que geralmente duram de 30 minutos a duas horas. O coach atende o cliente pessoalmente, por telefone ou online. Normalmente as sessões são realizadas em uma base regular: semanal, quinzenal ou mensal. Durante a sessão, o coach faz perguntas, fornece feedback e compartilha seus insights e conhecimento com o cliente.

As sessões no início do processo de coaching são focadas em estabelecer uma meta alinhada com o cliente e preparar um plano de ação para atingir essa meta. Durante as sessões seguintes, o coach e o cliente discutem as ações tomadas pelo cliente e sua eficácia.

O coach ajuda o cliente a lidar com todos os obstáculos para o sucesso, especialmente crenças desfavoráveis. Idealmente, o processo termina quando o cliente atinge suas intenções.

Todo o processo de coaching geralmente leva de três a doze meses, dependendo da especialização do coach, dos objetivos do coaching e da velocidade de trabalho do cliente. A velocidade do trabalho depende da quantidade e qualidade das ações realizadas e da profundidade das crenças desfavoráveis.